…esse olhar de quem ja ficou tempo de mais

image

A minha loucura são  os teus traços e a minha perdição  essa tua alma vadia.  Esses teus cabelos rebeldes, a barda por desfazer e esse olhar de quem ja ficou tempo de mais não é por acaso é  a roupa da tua alma.

Mais uma vez chegas sem avisar ao teu porto corpo de abrigo, ignoras as minhas palavras delirantes de saudades e partes para esta pele desejosa de ti uma vez mais. Recebo-te sorridente e molhada louca para fazer tudo o que não foi feito enquanto percorrias o mundo e mergulhavas noutros portos.
Não me importo, gosto de ti assim, embora partas sei que acabss sempre por voltar, precisas da doçura que te entrego e da devoção com que te toco.

Já sei que estás de partida agora que acendeste esse cigarro, enquanto eu fico mais uma vez nua largada na cama suada envolta no teu cheiro a repousar.

Na fotografia: Filipe Salgueiro

Deixar uma resposta