Salva-me. Não fiques a assistir.

f057087b73dd6fa7968ad51ad72bf691.jpg

 

Segue-nos no facebook
Se me vires a tentar destruir-me, não fiques a ver, vem, eu quero que venhas. Tu.
Quando me vires a afogar vem salvar-me coloca-me nos teus braços, pousa-me na areia e ensina-me novamente a respirar.
Traz-me paz, novos mundos, novos oceanos, rasga a capa que todos os dias visto, e deita-me nua na tua cama.
Olha-me agora, sem a capa vestida com as luzes acesas e ouve no meu olhar tudo o que escondo do mundo. Não me faças falar, ouve, guarda para ti e abraça-me no final.
Vem até mim. Tu.
Observa-me com atenção quando estiver deitada na tua cama. Lê o meu olhar, sente a paz da minha minha respiração, tudo o que vês, tudo o que em mim gostas é a luz que refletes em mim.
Salva-me. Não fiques a assistir. Salva-me e toma-me nos teus braços.
É tudo o que quero.
Brilhar sob o teu olhar.

Deixar uma resposta