Pensa… será que te sou indiferente?

Sou independente
numa vida pendente
onde me sinto de dependente
não só no coração como na mente!
Já devia ter-te esquecido
porque o caminho é em frente,
não banco de coitado nem de inocente
o erro foi meu mas como posso esquecer
um passado tão presente?
Pensa… e será que te sou indiferente?
É que nenhuma história acaba
quando ainda se sente.
És dona do meu inconsciente
até quando estou ciente.
Tens explicação para isto?
Eu tenho! É transcendente!

©CJAH 2016 #69Letras

Deixar uma resposta