Feed your own ego!

4bd9fd42a763a97cd736abf0f6f7f9a9

 

É assim tão importante para o teu ego saberes que me marcaste mais do que aquilo que te deixo saber? Sentes-te diminuído com a indiferença que te mostro? Se te faz dormir melhor, então não seja por isso, eu digo-te.
Sim fizeste-me estremecer e destrancar a porta à muito fechada. Só tinhas de rodar a maçaneta e chafurdares no meu coração. Guiei os teus passos, mostrei-te o caminho, transpareci o que queria dei-te respostas antes de teres perguntas, partilhámos suor, toquei-te saudosa dos momentos que adivinhava vir mais tarde. Enfim quis me dar sem restrições! Esta foi a importância que tiveste para mim. Tiveste. A dada altura, no passado.
Não viste o que podias ter e agora vês o que não podes ter.
E neste presente mostro-te a importância que já não tens… e não gostas… o teu ego não aceita, para a próxima desperta.

 

A Vizinha

Deixar uma resposta