Como o barco que te levou E de mim se esqueceu.

12360238_1633390543573343_7936828337699016831_n

 

Se um barco vier
e te levar…
Não esconderia em mim as ondas de espuma
As manhãs de nevoeiro onde
ao longe…
Se avistava um não sei quê de paisagem,
porém…
O que de lá vinha ficava gravado
numa memória sem som
onde apenas as nuvens serviam de
descanso.
Nas encruzilhadas era noite
E eu…
Eu não me importava…achava aquela lua
companheira!
Perguntava-me todas as noites se dormia
com ela.
A encruzilhada, era a razão de estar ali
Como o barco que te levou
E de mim se esqueceu.
Antes pensar que o labirinto
não me deixou partir….
Assim, não preciso contar a ninguém
que o que eu fazia ali
na encruzilhada da noite
era…
Esperar por ti!

Ela

Deixar uma resposta