O teu colo

f6180445a888cb88e53e2f28af022f30Arte: Samarel erotic art

Quando as lágrimas vencem e lavam-me o rosto, quando a força se esgota e o corpo se encolhe com medo, quando o frio me invade e me sinto desamparada, quando lutar perde o significado é o teu colo que desejo para me confortar.
Nunca consegui compreender porque me soa o teu colo a porto de abrigo, a fonte de forças e calor, se nunca conheci o calor do teu corpo…
Sempre que os ventos desorientam a minha bússola a minha alma deseja o teu colo como se tu fosses o meu Norte, como se aninhar-me no teu calor fosse a única paz que preciso para me alimentar e retomar o meu caminho.
É por isto que quero a tua presença. O teu colo.
Tenho um nó na garganta, no meu peito nuvens carregadas de tempestade, e no meu olhar a incompreensão instalada… preciso de ti, do teu calor e do teu colo.
Porquê não sei, nunca o tive nem compreendo porque é tão importante para mim, talvez queira a sinceridade do silêncio.
Estar junto de ti, mas com os meus ‘q’s’ mentais e tu com os teus… talvez precise só de partilhar o meu silêncio contigo e receber um pouco do teu. Sim é isso!
Talvez seja mais uma meninice minha… mas quero-te num quarto de hotel, tu de calções e eu com a tua t-shirt, musica, papel e caneta, vinho e tarte de frutos vermelhos, desvairos de profanação e silêncios reconfortantes e o teu colo como meu porto de abrigo.

Deixar uma resposta