Lusitano puro

image

Abriu a porta do seu mundo, deixou-a entrar com aquele sorriso e aquela maneira distraída de menina, não se fez de rogado e foi tocando e acariciando o cabelo castanho dela enquanto a conversa se ia intensificando ouve a primeira passagem da mão dele pela face dela alcançou com a mão esquerda o copo de tinto que estava ali na mesa e sem tirar os olhos dos dela bebeu um trago pousaram os copos e o desejo apoderou-se dos dois, veio aquele beijo insaciável os dois agarrados como se do fim do mundo se trata-se. Ele despiu-lhe o vestido que permaneceu amarrotado naquele chão ela tirou-lhe as calças, percorreu com a língua cada curva do corpo da insaciável mulher que tinha a sua frente dando pequenas trincas ao de leve no seu mamilo que a faziam tremer de pura excitação, agarra-a e senta no seu colo, soltou a felina e qual cavalo selvagem ficou domado pela mestria e prazer que a cavaleira depôs na vontade de cavalgar esse animal. Terminaram a cavalgada com um orgasmo cheio de loucura, prazer e com um brilho nos olhos, renderam-se por momentos ao pecado e qual pecador justo, pernoitaram juntos esperando o sol de inverno aparecer realçando cada canto daquele estabulo onde estes puros lusitanos juntos se aconchegam.

RiCCo

👠A vizinha #69Letras

Deixar uma resposta