Dá-me um abraço

Na fotografia: Meghann Stanley
10382278_1512852162365658_7375446080265135680_o

Dá-me um abraço e deixa que te arranque um pedaço para que possas partir mas um dia tornes a mim.
Dá-me um abraço de pedra e cal que penetre nas memórias e sobreviva com o passar das memórias.
Dá-me um abraço onde me arrancas um pedaço para que quando ao deitar sintas frio me possas recordar e sentires-te embalado pelo meu afago.
Dá-me um abraço sem principio e sem fim onde o dialogo atravessa as nossas peles num audível e perfeito rufar do bater dos nossos corações, onde sentimos naquele perfeito encaixe que só somos inteiros quando nos perdemos naquele nosso abraço.

Deixar uma resposta