até que a morte vos separe”

image

Um texto enviado por uma das nossas leitoras. A Kate.

Hoje resolvi olhar para trás. Não para o passado , apenas para o passado presente que se resume a uma felicidade que para mim parecia inatingível.
Estivemos tempos e tempos deitados na mesma cama sem nada que iluminasse o espaço entre nós. Eramos dois corpos cansados de lutar por algo que não saia do mesmo sitio. O mundo andava, as horas passavam, as estações mudavam e continuávamos ali , deitados, lado a lado como se nenhum de nós ali estivesse.
Até que eu resolvi sair, resolvi fugir de ti, de mim, do mundo…fui procurar as cores do arco íris noutro lugar noutra luz que iluminasse os espaços. Só encontrei dor, vazio , escuridão. De repente senti me mais do que sem luz, senti me vazia. Até que mudaste isso. Voltaste para iluminar a minha vida, o espaço entre nós na cama tornou se muito mais que o arco íris. Encontrei te novamente, reencontrei me. Agora sim posso dizer, és o meu passado, o meu presente e o meu futuro. Agarrei te com todas as minhas forças e nem o “até que a morte vos separe” vai servir para te tirar de mim, porque para onde fores eu vou acompanhar te hoje e sempre no nosso arco íris.

?A vizinha #69Letras

Deixar uma resposta