O amor torna-nos cegos, crentes e estupidamente ridículos.

image

Quando se ama, temos sempre esperança. Mesmo quando já não há esperança.
Parece contraditório, eu sei… Mas quando se ama há todo um sentido inexplicável no que se diz e sente.

O amor torna-nos cegos, crentes e estupidamente ridículos.

Já se passou um ano e quatro meses desde que levaste parte de mim para parte incerta e eu continuo, todo o santo dia, a crer que um dia vou chegar a casa e encontrar-te à minha espera…
É estupidamente ridículo não é?

A falta que tu me fazes, ninguém faz.
A Paz que tu me trazes, ninguém traz.
As saudades com que tu me deixas, ninguém deixa.

KingOfMysteries #69Letras

Deixar uma resposta