estarei para te fazer a vontade.

image

Escolheu-a simplesmente pela simplicidade que aparentava. Viu-a desalinhada, cabelo mal arranjado e de vestes aprumadas, denotando um pessimo gosto na vestimenta e completamente fora de moda, perfeita. Sentou-se frente a ela e reparou que se mantinha entretida na leitura. Continuou a olhar diretamente e fixou o olhar. Ela como que se sentindo observada, levantou os olhos e chocou com os dele. Hipnotizada, por mais que tentasse sentiu se imobilizada por aquele olhar. Ele fixou de tal modo o olhar como se entrasse pela mente dela num á vontade próprio de quem sabe o que faz. Ela sentiu um calor desconfortavel, um mal estar geral, sentiu como se todos os botoes da sua roupa ganhassem vontade propria e desatassem a saltar. O coração num compasso desenfreado, os mamilos a roçar a camisa, as mamas que estavam apertadas ou era a camisa que estava mais curta, a falta de ar e o calor infernal. Saiu apressada mal o metro parou na estação mais proxima, ainda a tempo de colocar a mala a frente das pernas e apressou se a fugir dali. Ele sorriu e reparou na mancha que ela levava na saia e na humidade que lhe escorria pelas pernas abaixo. Amanha vais te sentar no mesmo lugar e ha mesma hora. E eu cá estarei para te fazer a vontade.

Rasputin

?A vizinha #69Letras

Deixar uma resposta