A melhor sangria que bebi

Querida! Já viste a bela tarde de sol de hoje? Apetece-me fazer algo… Sei lá! Olha! Vamos estender a rede na varanda e prostrar-nos a contemplar o mar? Eu e tu, o sol e a[…]

Memórias de uma chávena de café

Me pego sentada na varanda do quarto as 6h da manhã com uma xícara de café entre as mãos. O tempo continua cinzento lá fora e alguns pingos de chuva insistem em cair vagarosamente… Sabe[…]

Mãos aqui e acolá

Os meus dedos percorrem as teclas com suavidade… Pedes que descreva o quanto te quero, o quanto te preciso e ainda tento… Dígito com o carinho que te tenho, acaricio-te com palavras doces, sinto que[…]

Ema, no voo transatlantico

Texto Erotico | M18| Porto, 6:35h. Estávamos em Dezembro e a noite permanecia ainda cerrada. Estava frio. Não chovia. Mas a massa de ar densa e húmida que caiu sobre a cidade, gelava-me o pouco[…]

Quero!

Texto erótico | M18 Quero que me beijes mais. Que me deixes os lábios dormentes. Que me faças esquecer o mundo em cada beijo. Quero que me mordas mais. Que me deixes marcada por dias[…]

Guerra dos sentidos

Quente e húmida! Assim se apresenta ela ao mundo. Dona de si, dona das suas vontades e caprichos!  Ela sabe o que quer e quer precisamente agora. Sem demoras ou desculpas.  Sexo para ela, é[…]

O jogo…

Texto Erotico | M18| Quando entrei, ela estava deitada na cama, quieta, nua, de pernas bem abertas, como que à minha espera, num ensaio de sedução meticulosamente pensado. Olhei-a de soslaio, de forma fugaz, com o desdém vincado[…]

X Edição do Eros Porto – Crónica do Vizinho

E chega ao fim a X Edição do Eros Porto, a maior feira Erótica do Norte país e quem sabe de Portugal. Foram 4 dias de luxuria e sensualidade onde profissionais da arte de sedução[…]

Perco-me em ti…

Perco-me em ti, e nas palavras não ditas mas tão sentidas. Perco-me no aroma condimentado, adocicado de travo ténue a canela e especiarias que o teu corpo exala e me inebria os sentidos. Perco-me no[…]

Profissão de risco

| Conto Erótico | Maiores 18 |   Sou um faz tudo, sou aquele que dá jeito manter por perto, sou o que arranja a porta do escritório depois de a arrombar porque alguém trancou[…]