Amar sem sentir

Será possível Amar sem nunca ter sentido, tocado ou mesmo ter olhado nos olhos? Nunca acreditei nisso. Tenho que sentir faísca, conhecer bem… Tenho que confiar e isso só se conquista com o tempo e[…]

Tempos de memórias fast food

©Read Mymind 2017 #69Letras Nos dias que correm… Podes comprar muitas coisas nos dias que correm. Comprar e deitar fora. Quase tudo se vende… Quase tudo se pode comprar. Quase tudo se pode ter… O[…]

Mudar o mundo

Quem nunca quis mudar o mundo? Era o sonho de todos nós mudar o mundo. Mas pergunto conseguimos mudar ou foi o mundo que nos mudou? Criamos espectativas tão inocentes de que tudo vai ser[…]

Primeiro-ministro manda os portugueses imigrar

Desculpem-me lá mas eu vou ter que comentar uma notícia que acabei de ler. Qual é a ideia do senhor primeiro-ministro de mandar os portugueses emigrar? Estupidez? Só pode ser. É que nenhum primeiro-ministro devia[…]

Há magia…

Há magia a voar No teu corpo e alma. Há magia a voar No teu olhar que acalma. Há magia a voar Nos teus doces lábios. Há magia a voar  Nos teus conselhos sábios. Há[…]

No tempo certo

Porque no tempo certo, Rasgas o meu céu e inundas o meu mundo. Sempre no teu tempo, Sabes ser, constantemente quem eu mais necessito… Todos os dias, como um vício cronometrado. Adrenalina de vida, Sem[…]

A melhor sangria que bebi

Querida! Já viste a bela tarde de sol de hoje? Apetece-me fazer algo… Sei lá! Olha! Vamos estender a rede na varanda e prostrar-nos a contemplar o mar? Eu e tu, o sol e a[…]

Que é feito de ti?

Há um abismo imenso, entre os meus sonhos de menino e esta realidade obtusa que marca a compasso o ritmo dos meus dias. Entre a felicidade que eu tinha quando andava de calções a saltitar[…]

Ema, no voo transatlantico

Texto Erotico | M18| Porto, 6:35h. Estávamos em Dezembro e a noite permanecia ainda cerrada. Estava frio. Não chovia. Mas a massa de ar densa e húmida que caiu sobre a cidade, gelava-me o pouco[…]

Primeiro amor….

Ouve-me meu bem, deixa o meu coração falar-te, escuta-o, ouve-o com a atenção que o nosso amor merece. Aprecia cada batida, cada entoação sentida, cada gemido abafado, cada sussurro partilhado. Ouve-o meu bem, cerra esses olhos mendigos[…]