Arquivo de etiquetas: mar

Fogo

Este calor que teima não passar, que queima a minha pele e ferve a minha alma.
Este calor de verão que estimula ainda mais as nossas feronomas..
Não aguento!, preciso de arrefecer este fervor que o meu corpo tem.
Preciso descarregar esta chama no teu corpo.
Quero sentir todo o teu vigor dentro de mim.
Quero que sejas o rastilho para incendiar o que falta e o extintor para acalmar esta vontade louca.
Beija-me, toca-me, possui-me neste manto de areia, 
Deixa as ondas nos cobrirem aos olhos dos curiosos,
Mas deixa o mar ser testemunho do nosso amor, da nossa união carnal.
Preciso de ti, necessito de ti, 
Quero-te em mim…
©Lola 2017 #69Letras

És mais do que pedi, mais do que mereço.

Sou…
Demasiado apegada, de ti.
Sem arrependimento, desconectada do mundo.
Sei de ti cada canto, desse teu mundo redondo.
Cada cheiro, cada pensamento.
Tenho receio.
Por tanto te conhecer, me perder…
Perder o que me faz diferente. 
Tornar-me banal ao querer ser o teu desejo mais profundo.
Sou tua. 
Não preciso de o dizer.
Está escrito desde que os nossos olhares se cruzaram! 
És mais do que pedi, mais do que mereço.
És terra em milhas de mar perdido.
És amor no meio da tentação.
Sê quem me ensina,
Quem me mostra por onde trilhar, 
Pois eu vou sempre te acompanhar.


© Krishna 2017 #69Letras

Amar, não chegou.

Nem sempre amar é suficiente…

Atravessaram a ponte das desilusões, cada um para o seu lado.

Não houve um adeus, um até breve, apenas o silêncio de quem muito tinha para dizer e resolveu nada dizer.

A tristeza da voz, seria insuportável de aguentar.

A dor afiada das palavras seria mágoa eterna, naquelas almas carentes, desiludidas com a própria confusão…

Não, que não se amassem.

Não , que não se desejassem.

O carinho entre eles era soberbo, de uma beleza, de uma cumplicidade sublime.

Só não era o tempo certo para estarem juntos, para construírem o mesmo caminho.

As lágrimas , não pronunciadas, escorreram pelos seus rostos a cada passo dado.

Para eles a esperança desapareceu naquela tarde fria de outono, quase inverno, em que saiu do cais, foi directa ao mar alto sem olhar para trás e, caminhou sozinha por entre as marés mergulhando nas profundezas do oceano.

©The Oyster 2017 #69Letras

Como um tsunami que engole a terra…!

Rasgas-me a roupa…
Prendes-me…
Agarras-me…
Mordes-me…
Arranhas-me…
Fecho os olhos…
Apenas o arfar da tua respiração e da minha.
O coração bate como se fossem as réplicas de um sismo que me assombra à espera do próximo terramoto.
Sinto o cheiro do teu corpo, do teu sexo da tua essência da tua vontade de me consumir de me devorar, como um tsunami que engole a terra.

Quanto mais demoras mais tesão me sobe pelo corpo suado à espera que me destruas de prazer.
Sugas-me a vida, fodes-me a alma, rasgas-me a pele, usas o meu corpo como se fosse teu, alimentas- te de mim e sacias essa tua sede de desejo proibido que mais ninguém entende.
Recolhes…
Voltas ao oceano…
Deixas um rasto de destruição carnal, um corpo dorido, uma alma preenchida.
Abro os olhos…
Levanto-me…
O coração bate mais calmo agora….
Olho o mar, e com saudade anseio o teu regresso.

 

Scorpion  69Letras

Não sei…

Não sei como descrever, este tanto te querer, esta forma de sentir, intensa e por definir, por ti que me sabes ler, em cada letra falada e cada palavra encantada, escrevo como imagino, o que seria poder, encontrar em ti morada.

Nem sei que palavras usar, que para ti me levem pelo mar, pela água que trago nos olhos, evitando todos os escolhos, e pedras no meu caminho, onde te grito baixinho, que me deixas em desalinho, com esta forma de gostar.

Nem tão pouco consigo explicar, o perfume que sinto no ar, o aroma doce que me atrai, para a tua pele que em mim se esvai, a ânsia do teu tocar, em estrela me querer transformar, pela tua janela entrar, e mesmo á distancia poder-te amar.

 

Miss Kitty #69Letras

Tenho saudades…

Tenho saudades…
Saudades de ouvir, sentir, cheirar…
Saudade daquele momento em que me fazes esquecer tudo o que me rodeia. Por instantes esqueço todos os meus problemas e viajo pelos meus pensamentos fora. És o único que me faz parar no tempo. Preciso de te ver novamente. Sentir o teu cheiro mesmo antes de te ver. Sentir-te a subir pelas minhas pernas fora. Preciso tanto de esvaziar a minha cabeça. Infelizmente estou bem longe. Neste fim do mundo não tenho acesso ao mar. Não te posso ver.

Mas um dia… Breve…vou voltar!

Peregrinus #69Letras

Só me apetece desaparecer

Estou num daqueles dias que só me apetece desaparecer.
Ir até uma praia deserta.
Sentir a areia nos pés e um vento leve na cara.
Sentar-me e desligar de tudo.
Hoje estou assim – a precisar do meu cantinho para esquecer tudo e desaparecer por um tempo.
Poder sentir o mar no meu corpo assim como o cheiro.
Poder dar um mergulho e lavar todas as mágoas e tristezas.
Quero gritar, chorar e sorrir como uma perdida.
Hoje estou a precisar.

Peregrinus #69Letras