A melhor sangria que bebi

Querida! Já viste a bela tarde de sol de hoje? Apetece-me fazer algo… Sei lá! Olha! Vamos estender a rede na varanda e prostrar-nos a contemplar o mar? Eu e tu, o sol e a[…]

Memórias de uma chávena de café

Me pego sentada na varanda do quarto as 6h da manhã com uma xícara de café entre as mãos. O tempo continua cinzento lá fora e alguns pingos de chuva insistem em cair vagarosamente… Sabe[…]

Proibido

Havia um sinal de sentido em frente aos meus olhos. E eu não hesitei. Avancei, sem pensar nas consequências. Se sabia que não devia? Sabia. Mas não queria saber. O desejo fervilhava nas minhas veias,[…]

Será que te lembras?

Sabes, hoje cruzei-me contigo pela manhã, entre a bica e o pastel de nata no nosso café costumeiro. O teu cheiro era o de sempre, e embora longe, invadiu-me o corpo inteiro,  como da primeira vez.[…]

O jogo…

Texto Erotico | M18| Quando entrei, ela estava deitada na cama, quieta, nua, de pernas bem abertas, como que à minha espera, num ensaio de sedução meticulosamente pensado. Olhei-a de soslaio, de forma fugaz, com o desdém vincado[…]

Adoro quando ele chega

Texto Erótico | M18 Adoro quando ele chega. Entra e logo me procura, prendendo-me nos seus braços, colando os seus lábios aos meus. As suas mãos deslizam pelas minhas costas e enquanto uma me ergue[…]

Sim, sou dessas….

Era uma vez uma princesa que vivia no seu reino cor de rosa… Bla Bla Bla…  Está de pé, soldado!  Enquanto mergulhas numa novela mexicana cheia de sono, há batalhas que se travam mesmo à tua[…]

Um orgasmo numa “one night stand”

Abres às portas ao teu pecado e convidas a entrar. Esse teu sorriso subtil, a roçar no desengano, hipnotiza.  Inebriante e sedutor, seria a melhor descrição para o teu convite de libertação dos sentidos.  Provocas[…]

Tarde de Inverno

Texto Erótico|M18 “- Hello Mrs. V… – Boa tarde Miss E… Como está? – Estava com saudades suas… – Hum… Também tinha saudades suas Miss E… Já á muito tempo que não falava consigo…” Ali[…]

A minha secretária

Texto Erótico|M18 Nesta solidão de Inverno safo-me com o bom tinto e a lareira como companhias imprescindíveis, mas nem sempre é suficiente. A vontade de partilhar uma garrafa de Quinta de Cabriz, Reserva 2011 e[…]