Arquivo de etiquetas: alma

Eu juro que poderia ser feliz

Prometeram-me a felicidade, continuo sentado pacientemente à espera, numa espera sem esperança, como quem espera por quem invariavelmente não vem.
Será a vida mesmo assim?
Será a felicidade um momento e apenas isso? Um conjunto deles? Uma mão cheia de “ais”?
Ou será algo que só está ao alcance dos escolhidos pelo criador?
Sabes, eu julgava ser feliz nos nossos momentos de prazer, nos nossos momentos de loucura, nas nossas fantasias e devaneios tresloucados dentro das quatro paredes do nosso quarto de hotel, naquelas tardes em que teimamos incendiar a nossa cama a cada beijo, a cada penetração, a cada gemido, a cada grito de prazer.
Eu juro, se não fosse este vazio que me assola quando bates a porta do carro, com esse olhar minguante e esse teu passo apressado, eu juro que poderia ser feliz.
#PSassetti
#69Letras 20.06.2017

Sem olhar a quem!

Sei que poucos de vós me conhecem a cara, ou mesmo o espirito, mas posso-vos dizer que sou eterna criança.
Sinto-me todos os dias como se fosse uma gaiata que descobre tudo pela primeira vez.
Sou leve, levinha a quem me olha e pesada quem me quer mal.
Vibro com cores, formas e feitios.
Estudo todos os recantos da vida, pois sem ela seriamos inúteis.
Abraço assim tudo o que me conforta o coração e de certa forma rejuvenesce a alma, desde do nascer do sol à sua ida, apanho todas as manhas e segredos que o dia me oferece.
Bom dia, boa tarde e um como vai? São tão importantes que muitos não se apercebem do preenchimento de alegria que nós dá, da satisfação que é sentir a simpatia da alma humana.
Sou tão isto e tanto mais…
Espero que todos vós assim sejam, e se não forem…
Troquem a pressa pela calma de uma chávena de café à janela da vossa humilde casa, não deixem que a maldade da sociedade vos devore e sejam amáveis, troquei o telemóvel por uma sangria na praia com amigos de pés na areia e agarrem as noites quentes no campo com um piquenique!
Partilhem um “olá” com aquele senhor de olhar cansado que vai no barco convosco, de certo que com isto o dia dele irá ser melhor.
Porque alguém se interessou, reparou na existência de quem ali está.
Custa tão pouco ser humano, e felizmente consegui acordar para a vida simples e singela que me rodeia antes que a vida industrializada me levasse para longe.
Pratiquem a bondade,
Rezem à alma, seja qual for a alma.
Digam “olá”,
Não se esqueçam do “dorme bem”,
Sem olhar a quem!

©Krishna 2017 #69Letras

Nada mais que palavras….

Nada mais que palavras, palavras levadas num sussurro….
Peço-te que me leias no teu mais profundo silêncio, aquele momento intimo e único….
Pedia-te para fechares os olhos e esvoaçares sem rumo, mas não me irias ler….
Por vezes ler-me é uma perda de tempo, por vezes ouvir-me é uma responsabilidade….
Não é tanto o que podes fazer por mim, mas sim o que eu posso fazer por ti….
Poderia tentar fazer-te feliz, colocar um sorriso nos lábios….
Uma alma alegre é uma alma preenchida, um corpo saciado….
Mas longe de estar satisfeito, uma mulher satisfeita é um objectivo complicado….
Não é uma hora, não são seis horas, muito menos doze e até mesmo as vinte e quatro….
Uma mulher satisfeita é uma vida dedicada, um amor inconfundível, não é sexo, é amor….
Por mais linhas que pudesse escrever para saciar esse teu apetite voraz, sei que jamais o poderei saciar,
porque tu tal como eu, precisa dos beijos….
Precisa dos carinhos, dos mimos, de sentir o calor invadir o corpo, mais importante, invadir a alma e isso só se conquistando a alma e o coração….
Palavras, meras palavras que aquecem a alma…. Mas não o coração, não estou aqui….

“Vive o presente, relembrando o passado sonhando com o futuro” ….

Palavras, puras palavras são as que me saem da alma, do coração envelhecido, mas feliz, cansado, mas guerreiro….
Fecha os olhos….
Sorri….
Respira….
Sorri….
©NMaufeitio 2017 #69Letras

Caprichos ….

 

Não me faças perguntas difíceis…
Não me faças sentir que tenho os olhos fechados!
Apenas não quero ver!

Sempre fui um sonho aberto e nunca te chamei para sonhar!
Dizem … “as palavras levas o vento”
e eu digo …. “os caprichos também”!
Como já disse algumas vezes, não vivo de caprichos, simplesmente não sei!
Tenho palavras a mais dentro de mim,
Tenho sangue de verdade nas veias,
Tenho dores e mágoas por curar, tenho o tempo ocupado com vida pura!
Os caprichos em mim não têm lugar!!

Talvez eu nem viva o suficiente da vida, sem os usar!
Mas gosto da vida sem termos, gosto dos desejos sem regras, das paixões que não são programadas!
Gosto da troca dos olhares que nem se vêm, gostos das Almas que se lêm, gosto da vontade que dói de saudade em querer tocar o outro…

Gosto sim, do querer expontâneo e intenso que transborda sem controle!
E em nada disto que gosto existe caprichos…

Caprichos de um querer por querer, de um querer porque alguém tem, capricho inseguro de se mostrar mais sem o ser!

Caprichos … leva-os o vento e as minhas palavras ficam!
Prefiro viver menos e rir só nos meus sonhos do que fazer coleção de pequenos momentos que deixam lembranças amargas!

Não me faças deixar de sonhar, não me faças odiar sonhar …
É o meu Dom mais precioso!

Não me faças mais perguntas, já nem sei como responder!
Rasguei a Alma ao fugir daqui …
e perdi a maior parte das palavras que tinha para ti!

©My Sighs 2017 #69Letras


 SEX SHOP

Obtém 10% de desconto em todas as tuas encomendas! 69 novas formas de prazer!

Regista-te em www.aubaci/69letras

Como nunca

Mostra-me o que nunca vi.

Olha-me como nunca me olhaste.

Escreve-me a carta que nunca li.

Beija-me como nunca me beijaste.

Sorri como eu sorrio para ti.

Toca-me como nunca me tocaste.

Sente-me como nunca te senti.

Sonha comigo como nunca sonhaste.

Faz-me viver como nunca vivi.

Ama-me como nunca me amaste.

© Fox 2017 #69Letras

Pára!

Pára.

Olha para mim

E diz que me amas.

Não olhes para trás

Enquanto a chamas.

Pára.

Pega-me na mão

Leva-me numa viagem celestial.

Não pegues na mão dela

Nem a leves numa viagem angelical.

Pára.

Ouve o que te digo

E perceberás.

Não oiças o que ela diz

E feliz serás.

Pára.

Diz a verdade

Diz que comigo a vida é bela.

Não digas mentiras

E que precisas dela.

Pára.

Pensa em mim

E nos bons momentos.

Não penses nela

Nem nos seus sentimentos.

Pára.

Sorri para mim

Ilumina-me o coração.

Não sorrias para ela

Destruindo a paixão.

Pára.

Lê o que escrevo

E tudo mudará.

Não leias o que ela escreve

Pois só mentiras verás.

Pára.

Lembra-te do meu toque

E de como te aconchega.

Não te lembres do seu toque

Nem da sua incerteza.

Pára.

Vem abraçar-me com força

Deixa-me sentir o teu coração.

Não aceites o abraço dela

Pois é só uma ilusão.

Pára.

Dá-me a certeza

Da tua paixão por mim.

Não mates a esperança

Não olhes para ela assim.

© Fox 2017 #69Letras

A tristeza

Ela chega e ataca.

Sem dó nem piedade.

Magoa-nos com tudo o que encontra.

Traz-nos memórias antigas sem pedir permissão.

Ela apodera-se do nosso coração.

Com ela vêm as lágrimas quentes que caiem em silêncio.

Os pensamentos negativos entram na nossa mente.

Faz-nos confundir o ódio com o amor.

Provoca sentimentos que não queremos sentir.

Cala-nos a voz.

As palavras de nada servem.

A tristeza.

Muito mal nos provoca.

Mas o amor permanece.

Por muito que a tristeza nos destrua

O amor mantém-se.

Não se sabe porquê.

Não se sabe como.

Só se sabe que:

O amor é mais forte.

 

© Fox 2017 #69Letras