Sem querer eu te quis !

Sem querer eu te quis ! Não sei se foi sem querer… eu quis!! Desde aquele momento que despontou aquela tua magia que entrou e ficou… em mim….! Desde a tua mais ingênua atitude, da[…]

Amar sem sentir

Será possível Amar sem nunca ter sentido, tocado ou mesmo ter olhado nos olhos? Nunca acreditei nisso. Tenho que sentir faísca, conhecer bem… Tenho que confiar e isso só se conquista com o tempo e[…]

Tempos de memórias fast food

©Read Mymind 2017 #69Letras Nos dias que correm… Podes comprar muitas coisas nos dias que correm. Comprar e deitar fora. Quase tudo se vende… Quase tudo se pode comprar. Quase tudo se pode ter… O[…]

Se eu tivesse Magia …

  Hoje apetecia-me entrar de fininho por debaixo da tua camisola e sentir o teu peito ,a tua pele, o teu respirar ! Queria olhar para cima , porque sou mais pequena … e ver[…]

Abraça-me

Abraça-me. Envolve-me nos teus braços, Nesse abrigo de paz. Aconchega-me no teu peito Junto ao calor do teu coração. Protege-me nas tuas mãos, Amparo das minhas quedas. Carrega-me nos teus ombros Nos dias em que[…]

Perdi-te ou nunca te cheguei a ter…

Já te perdi de vista, saíste do alcance do meu coração e da minha mente. Isso faz-me questionar se alguma vez me pertenceste. Será que chegaste alguma vez a habitar meu corpo e a minha[…]

Ama comigo

Vem ter comigo, sai dessa rotina enfadada e parte à minha descoberta. À nossa descoberta, daquele amor bom e saboroso em que nos perdemos. Este nosso amor, tatuado em nossos corações, assinado em comunhão de sentimentos[…]

Perdi-me

Perdi-me. E não me encontro. Perdi-me, Nas tuas pegadas junto ao mar, Beijadas pela luz do luar. Perdi-me, Na tua silhueta no horizonte desenhada Pelo sol da madrugada. Perdi-me, No teu corpo deslumbrante Pelo qual[…]

Em paz com o meu mar revolto

Identifico-me com o mar, revolto em marés perdidas porém de beleza peculiar. Nas calmarias raras das marés baixas, permito-me refletir sobre o que me atormentou no passado. Pois não acredito em águas passadas, não passam de[…]

Momento

Abri os olhos devagar. Os primeiros raios de sol da manhã entravam timidamente pela janela. Devo ter-me esquecido de a fechar, depois do que aconteceu na noite anterior. O que se passou ao certo? Desculpa,[…]