Amo a vida como Amo alguém

Sou um mero homem…   Apaixonado de mil amores… Por vezes o fogo consome a minha paixão numa tentação assolapada… Saudades de um amor apaixonado, de um beijo roubado, de um sussurro iletrado.… Soubesse eu de onde venho e para onde vou… Se que nasci um dia e um dia vou… Mas isso não importa…

Nada mais que palavras….

Nada mais que palavras, palavras levadas num sussurro…. Peço-te que me leias no teu mais profundo silêncio, aquele momento intimo e único…. Pedia-te para fechares os olhos e esvoaçares sem rumo, mas não me irias ler…. Por vezes ler-me é uma perda de tempo, por vezes ouvir-me é uma responsabilidade…. Não é tanto o que podes…

A minha vida é um Acidente…

Tu és um acidente em vias de acontecer… Sempre que olho para ti, não sei a razão, mas tropeço em algo quando te tento chegar…. Amolga-me os sentidos… O coração tem aqueles momentos em que o ar falta, a pulsação fica a mil…. E a vontade, nem quero pensar nas vontades…. As vontades que tenho…

A vida é tão grandiosa!

Debitamos sexo por todos os poros, é a nossa essência, falamos de amor como quem muda de roupa, como amar durante o sexo. Prazeres mundanos e pequenos, segundos de paixão e tesão por horas de agonia, o homem ou melhor avaliam-se pelas derrotas vencidas ao longo da vida, é não pelos prazeres mundanos dessa forma…

Pensa em…

Pensa em letras… Pensa em palavras… Sorrisos… Sorri… Noites mal dormidas contigo a meu lado… Abraçado na escuridão… Temendo perder-te… Nada é… Seguro… Tu és… Especial… Única… Abraça-me… Letras e palavras ficam nas frases que te leio… Sorrisos ficam nos teus lábios quando te beijo… Fazes-me sorrir… Fazer amor contigo é… O que quiseres que…

Fascínio feminino….

Acho que nunca irei entender as mulheres e o fascínio pelos talhos, o facto de estar ali tanta carne exposta, carne despida, carne pendurada, carne por todo o lado e a tentação que provoca, parece-me quase algo indistinto, a minha carne pendurada e tapada para não ferir mentes susceptíveis por atentados ao pudor e nenhuma…

Sessenta e nove…

| Conto Erótico | Maiores 18 |   Sessenta e nove prazeres, seria um longo dia, um dia bem saciado, mais bem satisfeito, e talvez picante o suficiente para ficar a arder durante muito mais tempo. Não me recordo das razões, nem quando, nem porque, mas a primeira vez que ousei o sessenta e nove,…