Recordo-te a sorrir, de mãos ao volante na marginal da Figueira da Foz | Rúbrica: “Conta-nos a tua história! |

Hoje apeteceu-me recordar-te. Recordo-te inúmeras vezes… Mas apeteceu-me voltar a pisar estes passadiços à beira-mar, que tantas vezes percorríamos a conversar e que, passados estes anos, a areia engoliu e o tempo desgastou. Maldito dia 4 de Abril. Passaram 9 anos, já. Tinhas a idade que tenho agora quando partiste. 29 anos e uma carreira prometedora pela frente que estavas a conquistar. Recordo com saudade os almoços que te fazia quando ia para tua casa de férias e saías do trabalho para ir a casa comer. Todas as nossas conversas… Gostava que estivesses presente e assistisses a todas as minhas mudanças… Disseste que estarias sempre a meu lado, quando tivémos aquela nossa conversa num momento mais difícil da minha vida…
Lembro-me do último dia que estive contigo, naqueles nossos domingos em família a almoçar e sempre a rir… Despedi-me de ti com um abraço e disse que gostava muito de ti. Mal eu sabia que passados 5 dias ia receber aquele telefonema que me fez sentar à porta do trabalho e chorar desalmadamente com aquele aperto no peito, ainda meio incrédulo, de que tinhas partido…
Se adivinhasse, nem sei… Penso que naquele domingo apenas ficaria pelo abraço bem apertado, sem vontade de te largar, pois as palavras seriam tão parcas para exprimir todo o amor que sentia por ti e que temos em família. Nem sei se há palavras que possam exprimir isso… E é por isso que não devemos deixar nada por resolver. É por isso que não devemos ter vergonha de dizer que amamos e de o demonstrar. E sou grato por, desde pequeno, ter noção que a vida passa rápido e que não há tempo a perder no que toca a mostrar sentimentos e pedir perdão e perdoar. Felizmente. Partiste e sinto que tudo o que tínhamos para viver e partilhar, foi feito ao máximo e da melhor maneira.
Recordo-te a sorrir, de mãos ao volante na marginal da Figueira da Foz. O vento a fazer dançar os teus cabelos por ires com o vidro aberto e a cantares aquela música que me perguntaste se eu sabia o nome, pois gostavas dela.

 

Love you prima ❤

 

Dmysteriousboy

Deixar uma resposta