Porquê…

Porquê amar?

Por mais voltas que dê aos meus pensamentos, e até mato aquelas borboletas que entram em casa, umas borboletas castanhas que aparecem no verão, e são feias como tudo, e tiro a vida a elas por invadirem o meu espaço, são como as melgas que nos sugam o sangue, e nunca estão satisfeitas, querem sempre mais, até aparecer uma mão e fica tudo esborratado de sangue…

Texto de terror, pois o amor não é mundo delicioso onde tudo corre bem, o amor tem o condão de completar duas pessoas diferentes, as duas juntas, sentindo aquelas borboletas completam-se, e por vezes, complicam-se, somos humanos, temos capacidade de amar quem nos ama, embora por vezes, não saibamos o que realmente significa amar, como se ama?

Não quero que pensem muito no que escrevo, todos um dia amamos, vamos amar, outros já amaram e estão e tentar seguir em frente, por acaso é o meu caso, e tenho saudades do amor, do sentir amado, de amar, de ser o tolo romântico que escrevia poemas com estrofes que de nada têm de romântico, mas quem disse que amar tem de ter uma logica?

O amor é um caos, é uma confusão de sentimentos, de sensações, e quantos de nós já não amaram não sendo amados, bem como enxotados quando alguém que pensamos que nos ama afinal apenas queria bons momentos, erramos, aprendemos, vamos abaixo, levantamos de novo, o amor é assim mesmo, é uma droga que nos deixa completamente no mundo da lua, onde voar, é a parte mais fácil, pior mesmo é cair num voo picado e dar conta da realidade…

Amar, amor, paixão assolapada, aquele delicioso momento em que a paixão fala mais alto, aquele querer estar ali sempre abraçado, ou mesmo aos beijos, aqueles carinhos que nos tornam adolescentes de novo, tenhamos vinte ou cinquenta, o amor é assim, algo sem explicação, sobram as borboletas, que fazem cocegas na barriga, dão arrepios quando estamos perto, os pelos eriçam-se, a pele arrepia-se e o beijo, que acalma os arrepios mas faz arder a paixão, o desejo, a loucura…

Amem, eu vou ali ver das borboletas que andam fugidas do meu corpo, da minha alma…

 

NMauFeitio 69Letras® 27.02.2017

Deixar uma resposta