MissKitty, espero que não nos mates

100Modos

Nem era tarde nem cedo. Estávamos na véspera do aniversário da MissKitty e queríamos preparar um presente para a deixar babada e toda contente da vida. Comigo estava a VickyM que tinha vindo tratar de uns assuntos e se cruzou comigo, aproveitei para partilhar. Assim que lhe falei na ideia mostrou-se inteiramente disponível para colaborar. Por ela era um banquete cheio de coisas boas e muito bom vinho pronto a beber, música ambiente e com karaoke no fim. Mas não podíamos, pelo menos não nesta fase e sem mais dias de manobra. Na véspera, encontrei-me com a VickyM na esplanada ao sabor de uma bela cerveja preta aconchegados com o calor do fim da tarde que nos aquecia a pele… E não só.

Peguei no telemóvel e liguei para a Kitty.

Atendeu do outro lado uma voz meio ensonada, parecia que tinha estado a dormir. E esteve. Ficou surpreendida, comoveu-se com a surpresa. A VickyM estava atenta ao meu lado a ouvir a voz da Kitty através do meu telefone. Foi mesmo surpresa, andava meio adoentada porque  este tempo não perdoa, diria que tem uma espécie de TPM… E sabíamos que ela precisava desta boa energia.

Combinamos as horas e obrigámos que não cozinhasse nada. Absolutamente nada! Nós trataríamos de tudo. E assim foi. O resto da tarde tratámos dos preparativos para o dia seguinte.

O dia estava meio farrusco. Daqueles dias que dá vontade de ficar por casa. E não iríamos fazer por menos. Bem preparados fomos ter ao andar da Kitty. Ai ai, este elevador do condomínio… Sempre lentinho… Soltámos um sorriso denunciante enquanto esperávamos. Quando chegámos à porta da Kitty, batemos. Não ouvimos som nenhum. Olhei para a VickyM que me obrigou a bater com mais força.

“A ir!!!!!”

Ouvimos. Instantes antes de ela destrancar a porta de casa para nos receber… Fugimos. Fugimos pelas escadas de emergência do condomínio. Deixando-a à toa… E não só. Paralisada, um pouco assustada de início mas curiosa. Ela claramente não contava com isto, com esta surpresa. Não demorou muito para se sentir com calor e colocar a primeira pergunta…

VickyM

“És tu o meu jantar de aniversário?”

O homem de corpo torneado, moreno com olhos cor de mel e vestido a preceito acenou sem proferir palavra e, estendendo a bandeja ofereceu-se à Kitty que estava aturdida com toda a situação…

Então eu e a peste do 100Modos preparamos uma noite de princesa para a nossa vizinha. Escolhemos um Beef Wellington acompanhado de legumes salteados, regado por um Escultor, alentejano, envolvente e cheio de fruta madura e servido por uma escultura de homem, bem ao gosto da nossa Kitty.
A noite teria além da refeição, uma massagem de relaxamento e uma lap dance, que esperávamos nós, iria envolvê-la num mood de calmaria que era o que ela bem precisava!

Mal sabíamos nós que a nossa escolha para esta noite já conhecia a nossa Kitty de outras paragens, de uma outra vida como ela em jeito nostálgico nos dizia às vezes.
Depois de a porta se fechar, levei o 100Modos a jantar para comemorarmos a nossa proeza. Enviamos uma mensagem simples dizendo “Esperamos que gostes e não nos mates” à qual nunca obtivemos resposta.

“Calma Vicky, ela deve estar a aproveitar…”

Regressamos ao condomínio onde ecoavam gemidos. Gemidos de prazer puro. Olhei para o 100Modos e sorrimos os dois, lascivos…

“Acho que a coisa correu bem”
“Acho que sim… Amanhã vou querer saber detalhes…”
“Vicky, os detalhes são audíveis…”
“Isto é mais do que prazer, não sentes?!”
“Sinto pois… não se vê?”

Ai Kitty, conta-me e agradece-nos depois…

© 100Modos 69 Letras® e VickyM 69 Letras® 06.05.2017

 

Deixar uma resposta