Fazendo de conta, conta?

Vou-me ocupando de coisas … é bom que desligue…
Era bom que assim fosse!
Não há nada que te tire do pensamento…
Não há nada que apague a tua voz , o teu rir da minha memória.
Nada que me faça esquecer esse teu jeito simplório que em tudo te assenta tão bem!
Nenhum dos desejos perde as vontades, nenhuma das minhas vontades te perde a fome …
Vou-me ocupando de coisas , para distrair a minha mente gulosa dos teus sabores,
da sensação do calor da tua pele na minha , da avidez da tua língua , dos teus dedos e mãos que imaginava sedentos de mim…
Vou-me ocupando de coisas pra não sentir a falta, para que em cada bocadinho que te posso sonhar te sinta com o sentir intenso da saudade …
E que de tão intenso me faça sentir-te real!
Vou, pouco a pouco, fingindo que te faço a vontade …
Fingindo que admito ser ilusão…
Fingindo que esqueço, fingindo que nao te vejo nem te sinto, fazendo de conta que
nem te lembro, nem te leio , nem te quero, nem te Amo!

©*My Sighs* 2017 #69Letras

Deixar uma resposta