Bom dia sorrisos

Bons dias caros leitores do 69 Letras, novo dia que nasce neste momento, acordei já lá vão umas horas, isso de dormir sozinho tem o que se lhe diga, talvez dormir acompanhado tenha coisas boas, afinal depois da batalha dos amantes segue-se o sono dos guerreiros, as guerras de um casal na cama, que começa sempre pelo beijo de despedida, depois o ajeitar a melhor forma de dormir, o roça de um corpo no outro, e com isso tudo o que desperta, os valores que se levantam, os apetites que se entusiasmam, e por normal talvez surjam mais uns beijos, no pescoço e afins, e por fim, o tanto remexer na cama, é uma questão de tempo até as molas da cama começarem a ranger, movimentos de dois corpos ensonados ainda esfomeados um pelo outro, e segue-se uma longa batalha, de molas a ranger, almofadas a voar, de dois corpos unidos dançando numa dança quente, duas respirações que se completam e em certos momentos se esquece que se iria descansar o corpo e a alma….

 

Sai da cama, tinha os meus dois gatos deitados junto a mim, estavam o dois enrolados junto ao meu corpo, cansei de estar deitado, vim escrever umas linhas, não tarda vou montar a minha bicicleta, vou pegar nela e vou passear um pouco, preciso de arejar as ideias, vou sair de Odivelas rumo a Loures, espero não ser atropelado por um qualquer acelera, que desrespeite o transito e eu próprio, que quero apenas desgastar estas energias que me fizeram saltar da cama feito mola, preferia mil vezes ter ficado deitado na cama, bem aninhado tentando sabe-se la despertar a minha cara-metade, que ainda não tive o prazer de conhecer, quem sabe não a conheça hoje, quando me faltarem os travões na minha bicicleta e choque com ela sem querer, não sei para onde me leva o meu destino, ninguém sabe, até posso ter um “acidente” contra uma leitora do 69 letras….

 

Quando vir para aqui escrever, num mundo tão grande, encontrei pessoas com gostos comuns, se isso não é destino, não faço ideia do que seja, sou um crente da mística índia, o meu grande sonho, que infelizmente teve de passar ao lado era um dia fazer uma tatuagem tributo ao Chefe Touro Sentado, um índio muito ponderado um homem que acreditava piamente que quando se fotografava uma pessoa se estava a roubar-lhe a alma, hoje diabético, já não posso dar o meu tributo a essa pessoa que tanto me mostrou que as coincidências da vida, nem sempre têm de ser coincidências….

 

O amor, e o dormir junto, sabe tão bem, dá saúde e faz sorrir, e se sem juízo, nove meses, dão bebés, tanta coisa boa e por onde eu poderia divagar, mas acabei por esquecer porque vim aqui escrever estas linhas…..

 

Desejo a todos uma excelente quarta-feira, desejo a todos um excelente e maravilhoso sorriso… Desejo a todos de uma forma muito própria, “Carpe Diem”….

 

Deixo a todos um desafio, desafio todos, e sei que vão ser muitos poucos os que me vão ler, não quero que me comentem com palavras, quero que observem a volta e tirem uma foto, de algo belo, de algo que vos deixa um sorriso nos lábios, é isso que quero que me respondam, e sim, eu sei que estou a pedir demais, mas apenas uma foto, de algo que vos deixe com um sorriso, façam-se sorrir, juntamente com vocês…..

 

 

NMauFeitio 69Letras® 27.02.2017

Deixar uma resposta