A doideira é tanta

És tramada…

Acordo já vestido de vontades de ti.

O corpo com evidentes sinais da tua existência nas suas reações!!

Os apetites disfarçados com pão com manteiga.

Entre a preguiça de me mover e a fome de te ter.

O relógio odiado por me acordar do torpor em que estou a sonhar com beijos e malícia.

Os dedos que se enfiam na pega da chávena , felizes pela pequena simulação do teu aperto.

A doideira é tanta…

Deixo queimar um pouco a lingua no café quente…

Como se provasse o teu interior escaldante…

Fome!! Acordo com fome de ti!!

De lavar a cara entre as tuas pernas!!

Espreguiçar as mesmas bem abertas!!!

De mexer a tua vontade de mim!!

Sede de sorver os teus lábios como o chocolate quente que me deixa a fazer “mmm”…
©Read Mymind 2017 #69Letras

Deixar uma resposta