Teia…

A minha vida resume-se a um emaranhado de ilusões e desilusões.

Fios frágeis que parece que ganham vida quando se começam a desenlear, para logo de seguida voltarem a encher-se de nós, como uma teia complexa que me prende como uma presa indefesa à espera do pior.

Bem tento desatar esses nós, mas quanto mais tento mais se enleiam, acabo por perder a esperança, as forças, desistir de ter essa coragem e entregar-me ao destino.

Desisto!

Remeto-me ao meu silêncio do qual nunca devia ter saído, a esta solidão que me acompanha e aos meus sentires que vão continuar a assolar-me.

Talvez um dia a teia se desenleie, talvez um dia o destino me sorria…

© Miss Kitty 2017 #69Letras

Deixar uma resposta