Profeta da conspiração e do caos

Mais um texto de um profeta da desgraça alheia, se o caos ou a conspiração não chegasse, já lá foi o chocolate, e eu penso que mais teorias posso explorar a fundo sem sofrer as devidas consequências.

Ser apanhado no meio da rua e sovado por uma multidão de mulheres em fúria… Pensando bem, até sou capaz de conhecer uns quantos homens que gostassem de estar nessa posição, eles gostam de dor e gostam que a dor seja infligida por mulheres, um estilo diferente, poderia dissertar aqui sobre o tema BDSM, muito bem explicado pela colega Misses Kat, mas…

Bom, uma pessoa pode pensar, o que tem haver, mulheres a querer espancar um gajo que disserta sobre os valores de um chocolate e meter aqui o BDSM ao barulho, bom, honestamente, acho que todas as mulheres têm um pouco de sadismo dentro de si, mesmo quando são baunilhas, ou seja, não andam aí a dar bofetadas, ou outras coisas nos namorados e afins, pese embora, não lhes falte vontade, e aqui há que perceber que o facto de uma mulher adorar perder o controlo na cama, no sexo por exemplo, nada tem a haver com o facto de nós por vezes, nós homens por vezes merecer um estalo.

No texto anterior eu disse que as mulheres mandam, pois, isso mesmo, elas mandam, mesmo quando estão a ter sexo, e estão completamente descontroladas, elas controlam a situação, nós homens é que pensamos que não, nós homens tentamos ser multifunções, as mulheres, são multifunções, são a única espécie humana desde que nasce e até ir de vela que consegue começar a fazer uma coisa, e pelo meio fazer meia dúzia delas.

Nós homens, somos mais obstinados, eu sei, palavra esquisita, fui buscar ao dicionário para parecer inteligente, parecer…

Obstinado seria o mesmo que teimosos, um homem quando mete uma coisa na cabeça, faz, o problema, é uma coisa, as mulheres quando começam a fazer uma coisa, pelo meio fazem vinte e quando acabam, fizeram cem coisas, e nós homens, bom, temos o resultado de um trabalho bem feito, as vezes, depende se há bola, se existem amigos, qual a razão de dizer isto?

Quem nunca montou um móvel do Ikea e sobraram parafusos? Aqueles móveis de madeira maciça chamada pinho, que os parafusos para serem aparafusados parece que um gajo tem de ter uma força sobre-humana, e tudo porque não deu ouvidos a ela e comprou a porcaria da máquina de aparafusar, que tornava o trabalho bem mais simples.

Andamos sempre “cagões” armados em sabe tudo que não precisamos de instruções, e depois sobra aquela peça que vai para o buraco mais fundo que encontramos e esquecemos o assunto, até depois, passados dez minutos, ela agarra diz que uma peça caiu e culpamos o Ikea porque mandou mal o material…

Ver uma mulher montar um móvel do Ikea, é ver uma mulher versão Leonardo Da Vinci a pintar a Monalisa, ela compra o móvel, compra a aparafusadora, compra dois stocks de pilhas, previne-se, carrega o móvel, chega a casa, abre a caixa cuidadosamente, separa as peças, conta as peças e contabiliza para ver se esta tudo correcto, depois coloca as pilhas na máquina, testa num parafuso qualquer em casa, para ter a certeza que esta tudo bem e depois começa a montar o móvel e no fim, não sobram peças.

E o móvel que deu tanto trabalho, basicamente, carregar no botão da máquina e deixar ela fazer o trabalho sozinha, e não precisou de um “Rambo” revoltado com o mundo a disparar parafusos por todo o lado, não precisou do Tony Cruzes a disparar e a rebentar com todos as tábuas que estavam mal encaixadas, e sobretudo, tiveram aquele momento delas…

Esse momento, claro, elas começaram a montar o móvel, e pelo meio falaram com a melhor amiga, comeram gelado, viram aquele filme que esperavam há algum tempo, limparam o sitio onde iam meter o móvel, e por fim acabaram de montar o móvel já de madrugada e não disseram um único palavrão…

Algo que nós certamente pensamos e acabamos por dizer, quando percebemos que rasgamos as instruções e estamos a meter parafusos longos onde são parafusos pequenos, e a força para apertar aquilo? Haja animal, e tanto insistimos que acabamos por furar a tábua e claro está, defeito de fabrico, a culpa… É do Ikea!!!

Agora vou fugir, hoje matam-me as mulheres, e matam-me os homens!

 

NMauFeitio 69Letras® 27.02.2017

 

Deixar uma resposta