Momento íntimo de intelectualidade

Estava eu perdida…
Na minha leitura,
Na minha escrita,
No meu momento íntimo de intelectualidade.
Até me apareceres, desse modo.
Sem jeito nenhum fiquei.
“Não podes fazer isto desta forma!”
Dizia eu perdida, nos teus beijos que percorriam o meu corpo.
“Anda-te embora…preciso de orientar a minha semana de 69…!”
E tu ralado com isso não é?
Logo cheia de ideias fiquei.
Não consigo resistir a esse teu …
Encanto de me seduzir,
De me levar por maus caminhos em horas impróprias.
Não consigo negar.
Dás me vontade de chorar e pedir por mais…

 

© Krishna 2017 #69Letras

Deixar uma resposta