Letras com um tom diferente

E quando as palavras te saem ao contrário daquilo que pretendes? Tens a cabeça ocupada com questões e medos. As vezes até é medo do óbvio. Escreves, escreves e apagas. Lês e voltas a ler e nada te faz sentido porque não é aquilo que queres no momento.

Pensas “sai” e escreves “entra”.

Demoramos horas para mandar poucas palavras e muitas vezes nem sentido fazem. Este duelo entre o nosso cérebro e o coração é torturante e sem fim, cansativo e pode tornar-se depressivo.

Pensei e tentei escrever: “Porque penso tanto em ti, só te queria esquecer e poder dormir…”

Mandei:

“Só os teus lábios poderiam dar-me cor neste momento. Um beijo.”

Uma lição que nunca vou aprender e que sempre vou repetir…

100 Modos #69Letras

Deixar uma resposta