Já não sei quem sou

Vesti tantas peles ao longo desta minha estadia térrea,
que já não sei que pele usar.
Sinto-me despida, vazia,
mas ao mesmo tempo prestes a rebentar.
Acumulei tantas emoções,
descarreguei tantas decepções
que agora….
Já não sei quem sou.
Gostava de voltar a ser tudo,
mas sinto-me como um nada.
Vejo o meu corpo envelhecer
o meu olhar entristecer.
Mas a minha alma e espírito
teimam em permanecer jovens.
É uma batalha da qual não sei
qual será o fim.
Tento resistir, voltar a rejuvenescer,
mas o cansaço vence-me.
Sei que está mais uma pele a nascer.
Mas não sei o que será, nem o que o futuro
me irá reservar nela.
Aguardo pacientemente o desfecho de mim.
© Lola 2017 #69Letras

Deixar uma resposta