Há uma saudade em mim…

Há uma saudade em mim que me enfraquece, que faz as minhas lágrimas correrem por um rio quieto, sem destino, apenas em busca de um leito parado, onde possam finalmente repousar. 
Há uma saudade em mim cheia de vazios, de coisas vãs, de momentos desconexos, de manhãs febris e de noites em chama.
Há uma saudade em mim que me incendeia, como que se uma língua de fogo me percorresse o corpo, me trespassasse, e levasse consigo tudo aquilo que ainda se assemelha a vida.
Há uma saudade em mim que é perpétua, que é eterna, que é cheia de tudo aquilo que eu não tenho, que é cheia de vida, que é cheia de amor, que é cheia de mar, que é cheia de ti.
Onde estás? Para onde levaste o nosso amor?
Onde despejas—te as nossas juras de amor eterno?
Há uma saudade em mim que é de nós, dos nossos corpos fundidos, das nossas línguas a amarem—se em segredo no escuro do cinema, dos nossos sexos em chama de prazer, a consumirem—se sem reservas num qualquer quarto de hotel.
O que foi feito de nós?
Porque não me libertas?
Porque carrego este fardo em mim?
Porque sinto esta saudade imensa que me faz ver o teu rosto quando tento dormir?
Liberta—me….porque há uma saudade em mim, que somos nós.
#PSassetti #69Letras 26/04/2017

Deixar uma resposta