Enjoy the ride

Às vezes complicas o que podia ser complicado mas que ainda não o era, e assim perdes o saborear das simplicidades -que, naturalmente, se complicariam mais tarde, mas que seriam tão simples de descomplicar quando essa altura chegasse-.

E feitas as contas e noves fora, ficas em saldo negativo contigo mesmo. Deves-te todas as vezes que não te permitiste à totalidade da Vida, com todas as suas simples complicações e complicadas simplicidades que teimam em se por e contrapor nesta dança que um dia, simplesmente nos rouba o fôlego para sempre e deixa as complicações para os que ainda enfrentam a música..

.. E que música tão curta esta..

Por isso dança. Dança sempre que ouvires os tambores tocar. Dança, sem pensar, sem medo de falhar. Dança a rir-te e aproveita para errar! Enquanto te ris, nem tu mesmo te levas a mal. Enfrenta! Encara tudo a rir! Manda o perigo vir!

Se relaxares, encaixas. Se complicares, simplificas.

~Trollishka,
#69letras

Deixar uma resposta