É pijama ou lingerie?

Podia ser fruta ou chocolate, mas não.

É pijama ou lingerie?

Nota importante: Escrevo-vos da mesma forma com que penso ou conto isto. A cabeça da mulher é um poço sem fundo com milhares de interpretações e suposições.

Acontece que sou uma gaja friorenta e este foi o primeiro Inverno que vivi fora de Lisboa. No Norte o frio não é para meninas ou seja não é para mim. Desde Novembro que a minha segunda pele por baixo da roupa que vocês vêm, foram os collants e camisolas térmicas. Imaginem só como foram as minhas noites…

Estreei a minha vida a dois cheia de roupa da cabeça aos pés, de manhã à noite. Aquela ideia romantizada de andar por casa de calções ou com a t-shirt dele vestida caiu por terra.

NÃO DAVA. O horror, a tragédia, a pele arrepiada do frio… irra! Como detesto!

Não existiu uma única noite em que eu, as pantufas polares, o pijama polar, a capa polar com orelhas de gatinha e toda uma cama equipada de cobertores e edredon de penas grau 4 e ele não participássemos nesta orgia de pesos e texturas, um autentico festival noturno. Isto para não falar dos sacos de agua quente e aquecedores… imaginem só, eu assim e ele só de boxers…!

Isto é tudo muito bonito mas o cenário de estar prostrada numa cama numa pose desejável num belo corpete com cinta de ligas a delinear-me as coxas só é agradável quando a tempo o permite porque em dias frios… porra! Não dá! Meu rico pijama!

Claro que no meio disto tudo à detalhes íntimos de uma vida a dois que nunca foram prejudicados, ora saía o pijama completo, ora só saía as calcinhas rosas do pijama felpudo ficando só com as meias fofinhas, ora sem elas ou sem a roupa toda. Tudo isto poderia ter transformado um inverno longo em momentos pouco apimentados, sejamos francos uns com os outros. No verão é que é. Loucos, perdidos pela casa por todas as divisões em todas as divisões…agora…no inverno? Oh minha querida cama, como eu te quero e te amo!

Verão ou não, amar no Inverno exige alguma criatividade para ajudar a que as noites frias se tornem bem quentes.

De um quarto previamente aquecido (bem aquecido) a uma lingerie escondida debaixo de um “pijaminho” fofinho podem surpreender o teu companheiro.

É aqui que entra a pergunta com que iniciei o texto e o dialogo absurdo com que sou invadida:

É pijama ou lingerie?

Nem uma coisa nem outra, é quem tu és.

Não é o que tu vestes que define a mulher que és nem o teu grau de sensualidade. Mas sim a imensidão de amor que alguém tem por ti. E aí, na tua caseira simplicidade tornas-te mais desejável que qualquer outra melhor que de outra forma se apresente, porquê?

Porque és amada por quem és. Porque tu és bela e sexy com cabelo esticado ou não, com ou sem maquilhagem, com ou sem ligas.

© 👠Cátia Teixeira, Vizinha 69 Letras 2017

Deixar uma resposta