Desobediência

– Desobedeceste-me!!!
As tarefas que te incumbi, não foram terminadas. A recompensa que irias ter, perdeste-a.
Vais ficar de castigo!!!!
Despe-te!! É uma ordem. Nem uma palavra, não aceito desculpas! deita-te no frio do chão da sala.
Coloco-te na boca um gag com dildo. O teu castigo será me satisfazeres, libertar-me desta raiva que tenho acumulada e neura como que estou por teres desobedecido.
Espalhei um pouco de óleo no dildo e deixei-me deslizar por ele abaixo até atingir o teu rosto.
– F@de-me! Com força! Mexe-te seu verme inútil.
Sentia a sua cabeça ecoar no chão, a martinette chicoteie-o no membro. vi-o excitar-se com cada vergastada que dava.
– Não te autorizei a excitares-te! Nem te atrevas a gozar.
Com a minha mão apertei com toda a força até vê-lo roxo a murchar. Obriguei-o a acelerar e a fazer-me vir.
Enchi-lhe o rosto com o meu néctar. Tirei-lhe o gag e voltei a sentar-me no seu rosto, quase a sufocá-lo.
– Limpa-a! Sem deixar vestígios. Depois vais terminar as tarefas.
© Lola 2017 #69Letras

Deixar uma resposta