Deselegante

Enfiei-me na banheira, água quente, alguns perfumes e a clássica espuma… meia dúzia de velas eram suficientes porque ia fechar os olhos e apreciar um pouco de música…

Estava já longe do mundo quando chegaste de mansinho e começaste por uma massagem muito leve nos pés que espreitavam por entre as bolhas… um ligeiro tremor percorreu-me o corpo mas rapidamente me acalmei…

Conheço esse toque, deselegante, esse  cheiro que se sobrepõe aos aromas do meu banho… mantenho os olhos fechados quando mergulhas a mão e acaricias a minha perna desde o tornozelo até à coxa…

Continuas a exploração pelo interior da minha coxa e deténs-te a explorar e seria de esperar que te juntasses a mim mas não…

Abro os olhos finalmente e vejo o ar divertido no teu olhar que brilha de luxúria enquanto o meu corpo reage a ti e me aproximo do orgasmo que não tarda em chegar e travas o meu instinto de sair para te possuir… acalmas-me com um dos teus beijos ternos e deixas que usufrua deste pequeno nirvana temporário enquanto volto a fechar os olhos me recosto… mas não perdes pela demora… até já…

© Vicky M 2016 #69letras

Deixar uma resposta