Há pessoas que nos fazem ignorar o tempo. Há um fenómeno curioso. Quantos e quantos casais namoram tempos sem fim, sem nenhuma evolução na relação? Namoram. Namoram. E ali estão naquele estado e de um momento para o outro a relação acaba arranjam um ou uma nova companheira e o tempo, a espera inerte do “deixa ver como corre” ou “ainda é cedo” deixa de acontecer.

Tudo muda num curto espaço de tempo: namoram, ficam noivos (ou não), juntam os trapos e numa vida a dois assentam as malas e bagagens com a certeza que é ali que querem estar. Dispostos a lutar pelo que vier, sem medo de arriscar ou que algo não corra bem.

Este fenómeno é simples de compreender.

Há pessoas que nos preenchem mas não nos satisfazem.

É como quando fazes uma refeição e ficas com aquele buraquinho no estômago onde cabe um ratinho e ficas com a sensação que comias qualquer coisa mais… ou que não era bem aquilo que te estava apetecer, porque não compreendeste antes de fazer o pedido o que realmente querias.

Aqui ninguém tem culpa, é a circunstancia das coisas. O que é certo é que não devemos ficar tempo a mais, parcialmente preenchidos no coração da outra pessoa. Isto é egoísmo. Porque tu foste mas ela ficou a sofrer.

A coragem de partir deve ser sempre superior à inercia que uma situação confortável nos traz.

Já diz a velha máxima: antes só do que mal acompanhado, ou neste caso, antes só do que parcialmente feliz.

Estarmos sós, é dar a oportunidade a que algo arrebatador chegue, sem confusões, dramas ou decisões. Não há cupido que acerte num elemento do casal e surta efeito num deles sem que esse mesmo não esteja já ausente de onde está.

Ficar até aparecer alguém melhor… já pensaram nisto? No egoísmo? Acredito embora que não seja simples, que algures por aí (nem que seja na outra face do planeta terra) existe a pessoa certa para nós.

Mas se ficarmos e nunca partirmos como a vamos achar?

Como é que te vais apaixonar por alguém que preencha cada poro do teu corpo, te inspire e te faça olhar com emoção para ele e para a vida?

Aquele amor magico onde os teus olhos vidram, enlaçam, conversam e sorriem EXISTE. Só precisas de encontrar aquela pessoa que te faz correr perante o tempo e viver tudo o que uma vida repleta a 2 dá direito!

© 👠Cátia Teixeira, Vizinha 69 Letras 2017

1 thought on “

Deixar uma resposta