Pessoas dos meus momentos

Mas afinal o que sou eu? 

Quem sou eu? 

De que sou feita? 

De onde vim ou para onde vou? 

Sou fruto das circunstâncias, uma consequência de… 

Sou uma sobrevivente neste mundo distorcido. 

Somente isso. Nada mais. 

Não tenho que agradar ninguém. 

Quem não gosta, que olhe para outro lado, quero lá saber. 

Tenho de lidar com tudo na minha vida. Com o bom, com o mau, com o reles e o nojento mas não é isso que me define. 

O que me define, a minha marca registada ou o meu testemunho nesta vida é o meu carácter!

O que ensino a outros, os momentos que partilho e com quem partilho faz toda a diferença! 

Momentos e pessoas. 

Tenho de tudo no meu dia a dia. Uns momentos compensam outros. Pessoas negativas compensadas com as boas. 

E assim estabeleço o equilíbrio. Parece esquisito mas não é. 

Movo-me pela adrenalina de um desafio. Para isso preciso de quem me desafie, de circunstâncias que me ponham à prova. 

Pessoas e momentos. 

Sou mulher de sentimentos e emoções à flor de pele. Para isso preciso de contacto constante com que me desperta todo e o mais variado tipo de emoções. 

Pessoas e momentos. 

Tudo isso, todas essas pessoas escolhidas a dedo por mim e esses momentos preciosos carregados de tudo o que me alimenta a alma, são “eu”. 

Fazem parte do meu ser. Tatuados no meu coração e muito por mim acarinhados. 

©Miss Steel 69letras 2017 

O tanto que devolves com sabor a pouco!

©Read Mymind 2017 #69Letras

Penso que não serei o único a gostar de se sentir desejado.Querido!

Admirado!

Tão bom saber que sentem a nossa falta.

Gostava de saber devolver em gestos ou letras esse sentir que me enche a alma…

Feliz de quem o consegue demonstrar instantaneamente !

Felizes ambos!

Quem muito dá e nada sente receber, acaba por cansar…

A Paixão dá lugar à mágoa que uma balança desequilibrada de sentires produz.

A falta de espontaneidade no devolver os afetos dá azo a leituras de enfado…

É um estar egoísta!

Como uma esponja que absorve tudo o que recebe à espera dos momentos certos de se expandir.

Problema é que momentos não enchem a alma de quem está sempre a dar.

São pequenos pensos rápidos que escondem a ferida que vai ficando .

Eu sou EU!

©Read Mymind 2017 #69Letras

Eu sou eu!
Gosto do

meu espaço!

Gosto do que gosto!

Não gosto

de gostar por gosto geral!

Não sou nem nunca serei “popular”

Não está no meu “ser”, ser muito de “seres”

Não sou só o que vês!

Sou o que quero deixar ver!

Sou e não mudo porque gosto de ter um “ser”!!

A minha luz ilumina o caminho que entendo seguir.

O que penso digo quando o meu “ser” o faz dizer.

Metade do que eu digo só eu entendo.

Sim…

Sou aquele

que consegue rir contigo e que no fim apenas tu te lembras que lá estive…

Gosto beijos que são só meus!

De momentos que sejam nossos!

Amo intimidade!

Não preciso ser cromo da tua caderneta!

Prefiro ser o vazio que ficou por preencher…

São escolhas e formas de ser!

Se assim somos que mais devemos fazer que sermos o que somos?

Sabe a pouco ?

Sim…

Sabe aquele doce em que cada pequena fatia tem um sabor especial.

Nunca serei o bolo que te enche…

Apenas a fatia que preenche o paladar.

 


Desobediência

– Desobedeceste-me!!!
As tarefas que te incumbi, não foram terminadas. A recompensa que irias ter, perdeste-a.
Vais ficar de castigo!!!!
Despe-te!! É uma ordem. Nem uma palavra, não aceito desculpas! deita-te no frio do chão da sala.
Coloco-te na boca um gag com dildo. O teu castigo será me satisfazeres, libertar-me desta raiva que tenho acumulada e neura como que estou por teres desobedecido.
Espalhei um pouco de óleo no dildo e deixei-me deslizar por ele abaixo até atingir o teu rosto.
– F@de-me! Com força! Mexe-te seu verme inútil.
Sentia a sua cabeça ecoar no chão, a martinette chicoteie-o no membro. vi-o excitar-se com cada vergastada que dava.
– Não te autorizei a excitares-te! Nem te atrevas a gozar.
Com a minha mão apertei com toda a força até vê-lo roxo a murchar. Obriguei-o a acelerar e a fazer-me vir.
Enchi-lhe o rosto com o meu néctar. Tirei-lhe o gag e voltei a sentar-me no seu rosto, quase a sufocá-lo.
– Limpa-a! Sem deixar vestígios. Depois vais terminar as tarefas.
© Lola 2017 #69Letras

Imagino-te…

Imagino-te… Sonho-te acordada e nas profundezas do meu subconsciente que ainda me surpreende com pensamentos novos de ti…
Prendo-me na incerteza… Será que também tu me imaginas? Nos momentos raros de lazer, nas masturbações antes do sono, nas noites em que te queima a pele e estás longe…


Tão perto e não sei se te posso alcançar… Tão longe e sempre cravado na minha alma, no meu corpo…

Hoje, mais uma vez só te imagino… E na brisa que passa sinto o teu cheiro, toco nos ombros e recordo o teu toque, passo a língua nos lábios e é o teu sabor que me invade as papilas gustativas… E tenho de fechar os olhos para ver o teu olhar, o teu sorriso, a luxúria a transbordar do teu rosto…
E perco-me… Contigo perco-me sempre…
E estou à espera de ti para te perderes comigo… Vem…

©VickyM 2016 #69letras

Este sou eu…e eu, sou só teu!!!

Existem as pessoas que me conhecem e existem as que pensam que me conhecem. Tu és sem dúvida daquelas poucas que me conhecem.

Quem sou eu?!

Sou alguém muito complexo. Sou alguém que por norma “não gosta de pessoas”.

Aquele que cria empatia fácil com as pessoas mas, que rápido se enche das mesmas.

Aquele que em multidões entra em modo de bloqueio, ficando mais calado e reservado.

Sou aquela pessoa a quem o irmão chamou de “frio e calculista”!!

Aquele que dificilmente derramou uma lágrima na sua vida.

Aquele que nunca sofreu de grandes amores, aquele que nunca foi de pieguices e nunca se deu a grandes lamechices.

A verdade é que nem sempre fui assim. Durão ou pouco piegas sempre fui mas, lembro de uma altura em que sentia que existia um coração aqui dentro e não me sentia um ser por vezes estranho.

O que me tornou assim?!? Não sei.

Não sei, onde no meu percurso de vida, me desviei tanto do que sempre fui.

A verdade é que este sou eu agora mas, desde o momento que te conheci, muita coisa tem mudado em mim. Às vezes dou por mim com essa necessidade de te mimar e demonstrar o quanto gosto de ti, o quanto me sinto perdido no teu olhar, preso no teu beijo e no teu abraço.

Tens trazido ao de cima o melhor de mim, o meu lado doce e meigo, o meu lado romântico e dedicado. És sem dúvida como que um anjo na minha vida, a minha salvadora, a minha alma gémea.

Acredito que um dia voltarei a ser quem já fui, por ti, e que continuarei a demonstrar-te dia após dia o quanto te amo e te quero fazer feliz #Vizinha!!

Cada dia a teu lado, cada momento de mão dada, cada canção contigo partilhada nas nossas viagens de carro me fazem nos aproximar mais e mais, nos fazem viver novos momentos de amor e paixão e me fazem acreditar em todo nosso futuro juntos.

Por muito complexo que eu seja, por toda minha frieza que tenha, por ti quero ser alguém melhor e fazer de ti a mulher mais feliz.

Amo-te..

©Ricardo Vieira, Anónimo 69 Letras 2017

Juras eternas

Com juras eternas prendem-se duas almas, dois corações num só único amor.
Essa falta de ar sempre que o desejo toca ao de leve a loucura insana de dois corpos perdidos num mar de sentimentos mais fortes que a razão.

Há quem diga que é paixão, eu cá digo que é pacto de sangue subscrito a duas pessoas.

Coisa rara, difícil de encontrar e no entanto quando se tem torna-nos cegos sem caminho de volta a dar. Perdemo-nos e encontramo-nos no rosto de outrém. E quando damos por ela, morremos por essa pessoa. Lutamos seus ideais, lutamos pelas suas causas, sofremos suas dores em uníssono.

Como um só. E juntos a sós. No seu mundo, seu espaço.
Alimentando-se de nada mais que juras. Palavras largadas ao vento em que se afirma perante o mundo.

Sim. Eu sou “nós”. E nós somos um.

©Miss Steel 69letras 2017