Volto já… se calhar!

Conhecem aquele sentimento de traição numa amizade? Não? Pois eu acabo de sentir isso. 

Estive sempre lá durante a nossa amizade. Apesar de não sermos melhores amigas, estava lá quando ela precisava de mim. Ajudei-a em vários aspectos. Consegui com que ela concretizasse um sonho dela. Deixava a desabafar e tentava dar-lhe os melhores conselhos que tinha. Ela ligava, eu atendia. Mandava mensagem com um pedido de ajuda, e eu lá deixava tudo para ajudar. E ela? O que fez pela nossa amizade? NADA.

Sim, leram bem. Não fez nada. Não deu valor ao meu tempo e carinho investido. Todos os meus conselhos, estavam errados. Só o que ela dizia estava correcto. Se eu quisesse desabafar, mais valia falar para uma parede. Essa ao menos “ouvia-me”. Ela é uma pessoa muito sabichona e por vezes agressiva verbalmente. Não sei porque é assim. Eu saturei.

Por isso hoje digo-lhe volto já. Mas sinceramente não sei se vou voltar. Uma “amizade” assim não vale o meu esforço. 

© Peregrinus 2017 #69Letras

Deixar uma resposta