Saudades

As saudades desenham o teu nome na minha pele, com a ponta afiada de uma faca. Se não é, dói como se fosse!
As saudades acrescentam horas ao meu dia, dias às minhas semanas e semanas ao meus meses. Se não é, juro que parece!
As saudades fazem-me ver-te em todo o lado. Não és tu, mas eu fico nervosa como se fosses!
As saudades mostram-me sempre o quanto te amo e o quanto sinto a tua falta. Não precisava porque não tenho duvidas, mas acontece!
A saudades não matam, mas tem dias que fazem um buraco enorme no peito. É como se a alma estivesse vazia. Não está, mas é como estivesse!
As saudades, ai as saudades…

©Raio de Sol 2017 #69Letras

Deixar uma resposta