Pai, muito mais que uma palavra

Deve ser magnifico, mágico diria.
Nada se compara à força de uma mãe mas a vontade de um Pai é algo soberbo.
Uma delas já a tenho. A vontade. Falta mesmo só ser Pai.

Tirando as horas de nervosismo na maternidade, o stress que se gerou a conduzir até ao hospital, as marcas de guerra durante o período de gravidez em lidar com as alterações de humor… é um autentico contra relógio de emoções para ver aquele ser que é parte de nós.

Ser esse que nós estará conectado ao ao resto das nossas vidas, ser esse que nos verá como ídolos, inspirações a seguir. Seremos a força deles e eles a nossa. Ser esse que nos arranca sorrisos só porque sim, linha da nossa vida, alvo do nosso empenho e ensinamento, razão do nosso orgulho.

Não sou Pai. É que o mais desejo. Sonho. Farto-me de acordar a chorar. Não que tenha acontecido algo de mal ou errado. Mas por um simples gesto. Uma palavra. Uma palavra que vale mais que muitas outras mil.

Aquele dia, aquele momento, aquele instante em que sem contar ouvimos daquela pequenina boca sair aquela palavra pela primeira vez que nos abana, emociona, nos faz sentir gigantes e pequenos ao mesmo tempo… A tal razão que me faz acordar de olhos molhados…

A palavra Pai.

“…Pai…”

Um dia, talvez um dia isto deixe de ser apenas um sonho.

100Modos 69 Letras® 19.03.2017

Deixar uma resposta