No teu ser deposito a minha alma

Hoje fiquei assim com vontade de te visitar…
Que tocasses em mim,
que o teu cheiro se misturasse com o meu e ficássemos assim
Num só EU.
Estou assim entorpecida…
Depois de te ter
E seres-me…
Mas que na verdade,
não és meu.
Gosto tanto de ti…
E dos constantes arrepios que me provocas,
ao contemplar-te…
Esse teu ser, que de mim retira o chão, que de mim escraviza.
Esse teu ser, com tantos poderes no meu.
O teu cheiro que me inebria
As tuas mãos que me prendem
O teu abraço que me protege
A tua boca na minha que provoca uma ânsia da vontade de seres meu…
Essa boca que provoca-me o desejo e a minha boca
esse desejo de percorrer o teu corpo quente pelo momento…esse momento,
só nosso…
Devorar-te, seria essa a vontade, esse desejo de ter-te
e não ser tua…
Lambuzar-me nesta minha loucura por ti…
que me deixa insana.
Essa tua respiração ofegante que me excita,
que me enlouquece de desejo de posse…
O teu olhar,
os nossos olhares…
Que se despem um no outro
E falam entre si.
Sentir o teu sabor que nunca me sacia, porque me sabe sempre a pouco…tão pouco.
Fico humedecida de desejo ao escrever-te…
Fico encharcada de desejo quando as tuas mãos me tocam…
No momento, naquele momento, onde o tempo não tem hora, onde o tempo deixou de ter poder e passámos a ser só nós.
Tu e Eu…
Loucos sedutores…
Almas que se encaixam, se conhecem, como num reencontro de sintonia.
Somos um do outro…
Sem poder ser
E a nossa paixão
controla…
Mas é sempre pouco esse tempo, desse tempo controlado e que teima em acordar-nos…
Hoje estou assim com tanta ânsia de ti…
Vem,
fica hoje aqui e mistura o teu cheiro no meu corpo e deixa-o em mim…
Apaixonada por ti.

© #MissLost 2017 #69Letras

Deixar uma resposta