Faz-me teu….

Gosto de esconder os meus dedos nessa tua vulva encharcada e em chama, quando ousas olhar-me com esse olhar deslumbrado de menina, que me faz perder a razão e me incendeia a vontade.
Ou quando o teu corpo inquieto se contorce com a minha presença e inflama com o meu olhar, tornando-me um escravo da tua beleza, do teu corpo perfeito, do teu desejo, dos teus caprichos.
Gosto quando os teus mamilos se pronunciam.
Quando lentamente se tornam vincados por debaixo da tua blusa e me prendem o olhar à sua passagem,
ou quando a tua voz se embarga,
ou quando em surdina me suspiras de desejo e já ofegante me beijas no rosto, lançando-me um sorriso secreto, só nosso.
Gosto de olhar-te,
de saber de ti nas noites quentes de verão, em que a minha cama vazia suplica pela tua presença.
Gosto de dedilhar-te, empenhado, de percorrer o teu corpo, explorar cada pedacinho de ti, sentir cada ai que proferes por essa boca de lábios suculentos.
Gosto de mergulhar sem medo nesse teu mar de sedução, de agarrar-te firmemente pelas nádegas.
Gosto de te lamber, de deixar a minha língua invadir-te em busca do suco prometido,
dos espasmos compassados, dos teus orgasmos abundantes, cadenciados.
Gosto que me faças teu….
….Fazes-me teu, mulher de rosto doce, com corpo de pecado.
©PSassetti #69Letras 31.03.2017

Deixar uma resposta