Estou a precisar de ti meu jovem…

Enquanto olhamos um para o outro,
Nesse horizonte, as ondas quebram o silêncio.
Apenas os dois, entregues a monotonia do momento.
Rotina de uma vida.
Apercebo-me que o relógio estagnou em nós, com tantas recordações.
Noites perdidas,
O nosso sangue bombeava álcool pelas nossas veias…
O fumo alucinava a nossa mente,
De forma bruta e crua.
Era nua contigo, sem rodeios.
As noites tornavam-se dias,
Ressacas infinitas nos braços um dos outro.
Acorda, toma um banho e repete.
Não percas o balanço e salta para mais um apagão.
Perdias-te em mim tantas vezes,
Ainda hoje conheces o meu corpo com o toque leve desses dedos maravilhosos.
Estou a ressacar de juventude,
Adrenalina, sexo sem rodeios.
Estou a precisar de ti meu jovem…
Vamos voltar?

© Krishna 2017 #69Letras

Deixar uma resposta