É isto. Todos os dias. E não me canso.

Chegar ao fim do dia
e finalmente ser recebida
no teu caloroso entrelaçar de dedos,
sossegar o meu coração
no teu beijo quente,
e partir finalmente,
na direção do nosso lar.
A melhor parte do dia é
quando as horas que nos afastam Acabam.
Qual adolescente com as hormonas aos saltos,
qual quê?
Toda eu,
ansiosa e ao mesmo tempo desastrada,
Tropeço pelo caminho em direção aos teus braços.
“Estás tão quentinha” Dizes-me todos os dias enquanto seguras as minhas mãos geladas.
É isto. Todos os dias. E não me canso.

© Cátia Teixeira, A Vizinha 2017

Deixar uma resposta