Dona Safadeza – enviado por um Leitor

Texto erótico|M18

Sabes uma coisa… só as palavras não chegam para dizer o que sinto quando olho para ti.

Procuro a droga da sedução, e assim a minha lucidez dos desejos insanos.

Excita-me o teu respirar e tudo que essa beleza engloba.

Dona de um olhar primoroso, lábios aveludados em que a saliva gulosa cruza na minha boca.

Beijo-te intensamente, minha língua brinca com a tua, acaricia a minha nuca e o meu corpo arrepia-se por inteiro.

Tacteio as minhas mãos nos teus seios, mordo os mamilos tesos soletrando a vontade. Fico louco com a fragrância a cio, reivindico os meus dedos na tua pele, decifro cada milímetro de teu tronco, bafejo o teu umbigo quente que abafo com gotas de gelo. Minuciosamente descubro o teu quadril, uma jóia exótica esperando pelo momento idílico.

Continuando com gelo pela perna abaixo, que te faz suaves arrepios. O teu sensual tornozelo fez-me sussurrar e agradecer aos céus tanta divindade. Com suaves mordidas subo pelo interior da tua coxa até chegar ao purgatório do prazer invadindo o teu mais profundo íntimo. Com a minha língua devoro a sua essência até desabrochar em gemidos. Sinto os teus lábios molhados de tanto tesão, arrombo o desconhecido numa viajem fascinante.

As tuas unhas atrevidas espetam-se nas minhas costas como punhais da mais linda espécie.

Em tom desesperante dizes-me: ” Monta-me, fode-me, morde-me, chama-me nomes, faz-me tua até que os nossos fluidos saciem o nosso gozo”. Divertimo-nos…

© Blind Wolf 2017 #69Letras

Deixar uma resposta