Domina-me

Nesta vida madrasta, desencontros são demasiado banais.
Por vezes, demasiadas, desencontro-me contigo.
Motivos alheios, desculpas esfarrapadas e noites perdidas.
Poderia ser em puro e duro amor… mas a discussão prevaleceu e nessa noite o céu perdeu mais uma estrela.
Podemos optar por um estado emocional dependente e pegajoso, sem largar e sem respirar… mas as nossas feras interiores são e serão sempre selvagens e chocaremos…preciso de ti mais do que oxigénio.
O meu coração palpita por ti.
Domina-te
Domina-me
Entende-me e compreende-me.
E serei de sempre e para sempre a tua fera.

© Krishna 2017 #69Letras

Deixar uma resposta