Toda de mim

Estava eu convencida que tinha feito tudo bem… 

Quando afinal somente fiz o melhor que pude e sabia. 

À distância do peso de um calendário inteiro me apercebo finalmente o que correu mal. Difícil será descobrir o que poderia ter corrido bem. 

Conto de encantar nunca foi tão desejado como quando me encantava ao teu lado. 

Mas como o encanto desapareceu… 

Não te chegava metade de mim. Tinhas de me ter por inteiro. Querias-me toda e sem interrupções. 

E eu não me dei… 

Nem me dou… 

Corre-se demasiados riscos de partir a frágil em mim e nunca mais me recuperar. 

A má sorte de Julieta vem-me sempre à memória. Não quero dizer que tenho medo de morrer. 

Só acho que um amor como o de Romeu e Julieta teria sido bem mais mágico se só se dessem metade deles. 

Amores assim não deveriam desaparecer assim… 

Mas sim perdurado para todo o sempre, onde duas metades seriam um inteiro. Um único amor. 

Perdoa-me se não me entrego por inteiro. Mas aprecio mais a magia de duas metades num só inteiro. 

©Miss Steel 69letras  2017

Deixar uma resposta