Manda à m**** tudo o que te contraria. Foi o que fiz. É o que eu faço.

Quantas foram as vezes que mesmo com as pernas a tremer, prossegui caminho como se soubesse para onde ia totalmente perdida? Quantas vezes encarei aqueles a quem mascara um dia caiu como se ainda eu[…]

Fugazmente trauteando…

Mais uma noite… Por aí, mostrando a carne que queima, travando conhecimentos, brotando conversa regada a álcool… Um toque, um sorriso, um olhar e um beijo roubado no canto da boca… Vamos? Vamos! É aqui[…]

Nao prestamos mesmo

Nós as mulheres, somos danadas! Tanto queremos, como fingimos que não desejamos. Tanto morremos de amores como temos ódios de morte. Complicadas? Não! Difíceis de acompanhar, sem dúvida! Somos multifacetadas, dedicadas e exclusivas, rebeldes ou tranquilas.[…]

Sorriso saudoso

De todos os meus amores tu és aquele mais saudoso, pelo qual ainda suspiro de cada vez que recordo o teu sorriso… E recordo… No café da manhã, quando inspiro fundo… No fundo da rua[…]

Mau feitio? Temos pena!

Sofro de antecipação pelo que ainda não veio, numa ânsia que me deixa sem ar, incapaz de raciocinar e principalmente descansar.   Sofro pela determinação e exigência que carrego e pela falta dela nos outros.[…]

Mais uma marca no tempo

Maiores de 18 |     Absorta, única, solta na minha selvajaria, livre de tudo… Assim sou eu contigo. O olhar de quem se deixou ontem, a fome de quem não se vê há anos… Conheço-te, conheces-me[…]

Observo-te

Interessante a hipocrisia masculina. A maneira como disfarçam instinto selvagem de caça por baixo de camadas de fraquezas e inseguranças. Traduzindo, as desculpas esfarrapadas que o cérebro mesquinho inventa para se ver livre dum amor incómodo,[…]

Serei tudo o que queiras

Perdida entre o cavalgar dos nossos corpos.   Nem me lembro como cá cheguei. Sinto-me anestesiada na tua vontade própria, ignorando a minha. No entanto esforço-me para te agradar. Tudo para ver um sorriso satisfeito[…]

Deixa-me escrever-te

| M18 | Maiores 18 | Não tenho nada para te dizer Não pessoalmente Apenas em papel Hoje assim acordei Com vontade Uma vontade estúpida e insana De te foder insanamente Não fisicamente Pelo papel[…]

Dolce fare niente…

Mais um fim de semana, mais uma tarde de sábado em que a chuva cai copiosamente lá fora, fazendo com que o sofá pareça o sitio perfeito para me deitar e divagar, deixar os pensamentos[…]