Gosto-te…

Gosto quando me tocas assim, com as palavras doces e intensas que me provocam, que me despem, sem teres a noção do que me fazes. Quando dizes que me adoras e provocas um arrepio que demora a passar e que é tão bom de sentir na pele. Gosto de te sentir em mim, entranhado, tatuado,…

Conto de encantar…

Boa tarde.. Estimo que te encontres de perfeita saúde… Assim de espírito como de corpo… Tenho percebido que tens alguma dificuldade em adormecer. Pensei te contar uma historia… Daquelas que dão sono. Começava assim… “”Era uma vez uma menina crescida que estava na sua casa quentinha a ver uma daquelas series que vemos como quem…

Queres sentir minha dor?

Isto não é mais um texto sobre as nossas mágoas e desilusões… Este é um momento. O momento em que os cobardes viram costas mas os corajosos arregaçam as mangas! Chegou o momento de calçarmos os sapatos uns dos outros. Vivermos a vida, sentir a dor e a raiva e ouvirmos o arrastar das correntes…

Quero esta alma, este conforto, o teu sorriso

Impávido e sereno me mantinha. Convencido que nada me faria tremer. Levantava-me da cama todos os dias confiante e de postura fria, preparado para enfrentar o que aí viria. Sem receios e medos. Capaz de fazer frente a qualquer coisa.

No dia em que te esquecer, vou começar a viver…

  Cada vez mais certa de que te quero esquecer… Cada vez mais certa de que me queres longe, mas por perto… Longe de ti, mas de que do meu pensamento faças parte… E pergunto-me… Porquê?? O porquê de apareceres e desapareceres… Será amor? Será egoísmo? Pergunto me vezes sem conta… Por amor… Para mim…

Ainda hoje, quando vejo um casal assim, eu vejo-nos… E chega a dúvida… Porquê?

Lembras-te daquele nosso parque? Passávamos tardes inteiras lá.. Lembras-te, de nos revermos naquele ternurento casal? O senhor já de pouco cabelo, com a sua bengala de apoio. E a senhora, de cabelo grisalho, com as rugas da vida bem definidas na sua cara. Eles, assim como nós, iam todas tardes para lá, era também o parque…

O verdadeiro é aquele que não é egoísta, não é mau e não é pequeno.

  Apareceste e desarmaste-me! Uma vez mais deste notícias… Da última vez, disse-te pela primeira vez, para não me procurares mais… Mas hoje fizeste-o! Procuraste-me.. Tal como eu no ano passado, mesmo se pediste o contrário.. Agora foi a tua vez e fizeste questão de me lembrar disso! Não esperava… Nunca espero nada de ti,…