Estou a morrer por dentro… E ainda ninguém reparou!

12794368_1663255630586834_6439151764455294544_n

A minha mente vagueia no turbilhão de pensamentos que nela vivem.
Penso em tudo… E ao mesmo tempo em nada.
E nesse vai e vem subitamente me vejo num labirinto sem saída…
Estou a ficar prisioneira de mim mesma,
Acorrentada por mil sentimentos abafados e amordaçada com gritos mudos.
Estou a morrer por dentro… E ainda ninguém reparou!!

*Sweet Sin* #69letras

Sempre me fez confusão o teu silêncio

12802884_1663237310588666_4731536865420568500_n

Sempre me fez confusão o silêncio, sabes disso,
sempre me fez confusão as tuas fugas para quartos fechados,
sempre fui uma pessoa de janelas abertas ao sol num compromisso,
que tenho com a vida, de vivê la, ama la, sentir nela o prazer de abraços apertados.
Desta vez não tem retorno, cansei simplesmente cansei,
o silêncio que sempre te escudaste e rompias quando te dava na saudade,
já não mora mais em mim, nasci, renasci e por fim formei,
uma pessoa diferente, totalmente ausente do coração que tatuaste por tua única e exclusiva vontade.
Estou fora dele, nunca mais o vais conseguir unir,
por mais palavras que queiras emitir, mensagens camufladas e fotos tristes,
o meu verbo do presente viver, escondeu o verbo do passado sentir,
e no silencio que sempre te escudaste e em que me viste partir, nos sonhos já não existes.
Não gosto do silêncio, sempre soubeste que eu era assim,
afasta me, deixa me distante, com pensamento migrante,
no entanto nunca me escutaste, nunca me ouviste, sempre quiseste alcançar o teu fim,
sem sequer saber se a minha janela aberta a ti, teria um dia uma cortina gigante.
Sou pessoa de ar, de sol aberto as flores do campo e a vida,
sou pessoa de amar, abrir o peito e deixar o coração rir e pular,
sorriso pronto, a quem me faz feliz, sem procurar conta ou medida,
sabes que sou assim, nesta minha forma de gostar.
No entanto mesmo conhecendo me tão bem como me conheces,
não quiseste saber, no teu escuro ficaste, nessa forma soberba de estar,
como quem achava que estar só é forma de amar sem perder por amar,
infantilidade de achares que por seres tu, o meu coração seria teu porque achavas que mereces.
Sempre me fez confusão o teu silêncio, sabes tão bem o que me fazia,
parte de vez, deixa me sossegado, cansei dessa forma de criança,
rasga tudo, apaga tudo o que te escrevi, fica nessa forma de vida vazia,
e guarda apenas em ti a perda no silencio que te fechaste como forma de lembrança.
Escutem, se amam gritem aos ventos, abram janelas, abram portas, demonstrem o vosso amar,
demonstrem carinho, palavras de afeto, mensagens de bom dia em forma de sorriso,
não tenham medo de esconder sentimentos, esconder atitudes, esconder o vosso coração,
amar é sinonimo de alegria, vontade de viver o dia, janela aberta entre mente e corpo num paraíso,
que só se encontra aqui, nesta vida tão curta por vezes e da qual silenciando nos, abrimos mão.
Porque viver num grito que seja de paixão, amor, ou ate amizade,
é campo de trigo descoberto e em sorriso de mil girassois num peito de calor,
é renascer, sentir o corpo crescer, na boca beber a agua da vida a mente em liberdade,
porque quando nada te ficar, mesmo nem riquezas te adornar, apenas te sobra o amor.
Abre a janela e deixa o sol entrar…

O Inquilino #69Letras

Será que valeu a pena trocar uma noite, por uma vida inteira?

12794569_1662633673982363_3970869886272124801_n

 

Ponderas
Hesitas
Balanças, entre uma paixão de adolescente
por uma relação de anos
Ponderas pelos erros que ambos cometeram
Já não sabes o que sentir
Não sabes o que fazer…
Entristeces, desanimas
Fica tudo tão difícil…
Mas tenho a certeza que essa paixão
reavivada seria sol de pouca dura
A tua relação….poderia perdoar e deixar-te voltar e esquecer…
Ou poderias perde-la.
Será que valeria a pena?
Descobrires tarde demais quem realmente amavas
ou quem sempre te amou.
Agora!!!???
Sofres a dobrar, sofremos…
Ficas só…
Pergunto-te – Será que valeu a pena trocar uma noite, por uma vida inteira?

LOLA
&
ÉDEN

Bebe-me não por fora mas por dentro.

12791120_1662615627317501_7844739754365544286_n

Apareces de vestido justo á minha frente com a maquilhagem perfeita, não recusaste tomar um copo comigo, hoje que tanta vontade tenho de te apreciar, tenho de te provar, abro aquela garrafa de um qualquer licor, quero te demonstrar que por vezes serei doce contigo mas não me bebas em demasia, estas bebidas são espirituosas, assim sou eu e tu sabes. Bebe-me não por fora mas por dentro. Já me avaliaste pelo rótulo convido-te a provar-me, de corpo de alma, enche-te de mim vai trago a trago conhecendo o sabor do que é amar embriagadamente e sem moderação com o copo na mão e as pernas cruzadas, passas a língua no teu baton estas a saborear a bebida, e interrogas-te se serei assim tão saboroso. Provocas-me descruzas as pernas, e me chamas para ti, provo do teu cálice entre pernas e salivo por mais do teu licor. Acabaremos embriagados de tesão e embalados nos lençóis repousando como qualquer vinho de boa marca, e aí saberemos de que sabor fomos feitos e qual o sabor de nossa paixão.

Ricco #69Letras

 

Eu cansei-me das pessoas!

12742391_1662544250657972_3069397352866609468_n

Estou cansada…
Cansada do ciclo vicioso da sociedade…
As pessoas são diferentes mas com atitudes iguais.
Sinto-me cansada…
Cansada da enorme inércia que se instalou na essência de cada um.
Ando cansada…
Cansada de fazerem a mesma coisa á espera de resultados diferentes…
Cansada de serem diferentemente iguais.
Cansei-me…
Eu cansei-me das pessoas!

*Sweet Sin* #69letras

E se fores uma rainha a altura quem sabe se não serei um dia teu rei.

12734233_1662310914014639_4349059263633709118_n

A vida é um jogo à que aprender a jogá lo mas de preferência dentro das regras. Foi assim que me iniciei nas artes do sexo, como um jogo de xadrez. Desde miúdo sempre tive tendência ao conhecimento e os jogos fascinavam me. Então começaram por me ensinar as regras do xadrez. Havia umas senhoras que se escudavam por detrás de um papel eclesiástico, podia ser ate o bispo e que acharam piada a avidez que tinha pelo conhecer e presdisposeram se a ensinar me as regras. Começaram por me explicar o que era um tabuleiro, com as mãos tacteei nervosamente o tabuleiro e aprendi a conhecer que não existe nenhum igual, uns mais rugosos, outros mais suaves, aprendi a distinguir de olhos abertos os vários tipos. Depois obrigaram me a lamber, saborear, sentir no palato as diferenças e entre cheiros de colónias fortes a lavanda e a perfumes diversos, aprendi a gostar de todos um pouco. Como era bastante atento, aprendia com rapidez e via o olhar de satisfação, que colocavam como se pintassem uma obra prima. Era um mero peão nas mãos das rainhas, e isso dava lhes poder e eu nem me importava se querem saber, gostava de ser peão, e até me imaginava um rei um dia destes. Com o tempo passaram para a fase seguinte, e então vendaram me os olhos, e comecei a aprender a distinguir os cheiros em primeiro lugar, cheguei a certa altura que até o cheiro da cera espalhada pelo soalho me enjoava, e então quando enjoava, voltava a repetir tudo de novo à palmada, uma e mais uma vez, até saber a que peça pertencia determinado cheiro, aprendi depois a distinguir sabores e nenhum era igual, nunca foi igual. Aprendi que determinados cheiros se misturavam, mas os sabores não. Com o tempo já movia as peças com um á vontade tal, que passei a ser eu a gerir o tabuleiro. Descobri que as vezes ganhava com a torre, algumas vezes com o cavalo, nunca ganhei com o bispo, mas já não era mero peão, sentia que tinha poder. Ensinaram me que jogar limpo é sempre a maneira de ganhar que satisfaz ambas as partes, para quem sente o jogo. Por isso quando pensares em inclinar o jogo para fazeres bluff, presta atenção se fecho os olhos, porque não estou a dormir, estou apenas a cheirar, saborear, deixar te ganhar até, enganares te na tua felicidade artificial que não te traz o gosto á boca de vitória mas o amargo fel do sentimento de derrota bem lá dentro. E um dia, quando menos pensares, vou deixar o teu rei assistir impávido, enquanto lhe como a rainha. Nesse dia, tu rainha vais me pedir que repitamos mais dos que uma vez o meu jogar, porque seja com cavalo, seja com torre, seja mero peão, sentes que o meu ganho está no conhecimento que adquiri de jogar limpo. E se fores uma rainha a altura quem sabe se não serei um dia teu rei. Até lá não passas tu incognitamente de um mero peão, apenas um peão que ainda tens tanto para aprender para chegares a rainha. No jogo como na vida, não é rainha quem quer. O jogo não se ganha no cheque mate, mas sim nos pormenores que levam até ele.

Rasputin

Je suis retourné dans le temps

12745743_1662277530684644_7717255831995722078_n

Je suis retourné dans le temps
pour te voir la premiére fois
Regardé ton joli visage d’enfant innocent
ton sorire pour cellui là je tombé d’amour

Garder cette image pour l’avenir, quand nous retrouverons
je pouvoirs t’aime encore plus l’homme que toi revenú.

LOLA #69Letras