O tempo não pára

Bolas! Não há como entender o tempo! Quando estava com ele, era vê-lo a passar em alta velocidade todo cheio de pressa e sem esperar por ninguém. Agora que estou longe dele o tempo acha[…]

Continue reading …

Deitados no terraço exibimos felicidade

Não era uma noite qualquer era a Noite de eles brilharem sob o céu estrelado. O chão pedrado ainda estava morno resultante daquele dia escaldante, tirámos os olhos do chão e deitados lado a lado[…]

Continue reading …

como se fossem primeiras vezes

Nunca havíamos vivido aqueles momentos mas eram-nos tão cúmplices que pareciam repetições como se fossem primeiras vezes repetidas vezes sem conta na verdade éramos virgens em tudo o que vivemos um como o outro. Foram[…]

Continue reading …

Entre o sonho e a realidade.

Depertei primeiro que tu naquela manhã, o dia nasceu e o sol raiou pelo quarto a dentro, deixei-me estar a observar-te num lento e calmo despertar. O que os meus olhos viam parecia uma outra[…]

Continue reading …

O passado visitou-me…(…)

  O passado visitou-me… As memórias são tudo o que me resta de ti… Um dia destes, por mais que me esforce não conseguirei mais projectar o teu rosto quando em ti pensar. Mas quanto[…]

Continue reading …

Meu doce e insano pecado

Se pegar numa folha de papel terei mil motivos para escrever porque és tão errado. Sei-o, sinto-o nos meus ossos, és errado, serás dor de cabeça se te deixar entrar… novamente. Se for pesar os[…]

Continue reading …

Não peço perfeição.

Não peço perfeição. Peço o ardor da paixão e a verdade nos lábios. Não quero perfeição. Quero controvérsia de opiniões e discutir vontades. Não amo a perfeição. Amo a genuinidade a presença e a verdade.[…]

Continue reading …